THE DELAGOA BAY WORLD

10/03/2012

O ENTREPOSTO DE LOURENÇO MARQUES

Filed under: ENTIDADES, Entreposto de Lourenço Marques — ABM @ 16:34

A oficina do Entreposto.

O balcão de atendimento.

16 comentários »

  1. era -mos tao avancados ke nem portugal tinha um armazem de pecas …

    Comentar por anthony d' alpoim manesa — 10/03/2012 @ 17:30

  2. que saudades……………………entrei em 1956 como 2º oficial mecanico e sai em 1979 como chefe de sector oficinal,deram-me todas as opurtunidades,em troca do meu serviço,obrigado entreposto.

    Comentar por fernando loureiro — 21/03/2012 @ 13:52

    • Se é o mesmo Loureiro que conheço … trabalhou no Entreposto de Lourenço Marques com o meu pai, Rui Sampaio. Um excelente profissional e pessoa com muitas qualidades. Grande abraço !

      Comentar por Fernando Sampaio — 11/04/2012 @ 14:14

    • Fernando, se houver uma boa foto do pai nos tempos, gostava de meter no blogue…

      Comentar por Antonio Botelho de Melo — 11/04/2012 @ 14:48

    • António, espero que se tenha percebido que as referencias elogiosas que fiz ao profissionalismo e às qualidades pessoais diziam respeito ao Fernando Loureiro e não ao meu pai …
      Claro que também considero o meu pai como uma pessoa de valor e tenho muito orgulho pelo que ele foi e fez, no Entreposto e não apenas. Muitas pessoas daqueles tempos, de antes e de depois da independência, terão ouvido falar ou se lembrarão ainda dele. Está reformado há muitos anos mas felizmente ainda entre nós.

      Quanto a uma foto do meu pai “nos tempos”, estou nesta altura longe da “colecção” para poder seleccionar e mandar agora alguma apropriada, em particular relacionada com o Entreposto. Talvez noutra altura.
      Mas para já tenho aqui uma digitalizada no PC que te vou mandar por e-mail (é o bcaluanda@gmail.com , certo ?) e que verás se pode ou não interessar.
      Trata-se de uma foto de um grupo de participantes num curso Dale Carnegie realizado em 1964 em Lourenço Marques.
      O meu pai foi um dos participantes e na foto é a primeira pessoa a contar da esquerda da foto na 2ª fila sentada.
      Reconheço perfeitamente outro participante, amigo do meu pai, o António Vidago, infelizmente já falecido, da familia da empresa Vidago & Filhos (ou algo parecido). É a primeira pessoa a contar da direita da foto na 1ª fila sentada.
      Mas aparecem muitas outras pessoas e seria interessante se pudessem ser igualmente identificadas. Vou ver se o meu pai ainda se lembra e dá uma ajudinha.

      Comentar por Fernando Sampaio — 12/04/2012 @ 15:13

    • Ol Fernando, ainda no vi mas vou procurar essa foto nas mensagens. H de facto uma ou duas fotografias aqui no curso Dale Carnegie em LM, que foi gentilmente enviado pela nossa querida Constana Vidigal, infelizmente no tenho a data da foto tirada, mas est neste blogue.

      Comentar por Antonio Botelho de Melo — 12/04/2012 @ 16:00

  3. SE é o Loureiro do Entreposto, então trabalhou ou foi colega do meu pai (Vitor Gil) já falecido…. saudades…. sou o filho Vitor, lembro-me tambem de si nos Ralis… com o Santos etc!. um abraço para si!

    Comentar por vitor Guerreiro — 14/06/2013 @ 22:05

    • quantas vezes esperei pelo meu pai no edifico que se mostra na primeira fotografia. andava no Dom Bosco, vinha a pé às 12:30 e ficava a espera dele no carro como nosso chauffeur, o Rafael. No quintal deste edifício havia uma jaula de rede com um antílope pequeno. Creio que uma das pessoas que tinha aí um escritório era caçador. A frente deste edifício, do outro lado da Av. do Trabalho construiram-se as instalações novas desenhadas pelo Arquitecto Tinoco que também desenhou a nossa casa na Polana. Foi nessa altura – 1972-74 – que andei no Dom Bosco e onde esperava pelo meu pai. E foi quando apanhei o bicho dos “Mercedes”. por isso tenho tido só Mercedes ao longo da minha vida.
      Hambanine e kanimambo,
      Jose Pedro Martins, filho do falecido Júlio Carlos Martins, director geral do Grupo Entreposto em Moçambique

      Comentar por Jose Pedro Martins — 03/11/2013 @ 11:18

  4. O Eng. Vidago trabalhava com o Entreposto e lembro-me de ir ao Bilene com ele e a sua família. eu e o seu filho brincávamos juntos! e lembro-me perfeitamente de um Sr. Loureiro. J. P. Martins

    Comentar por Jose Pedro Martins — 03/11/2013 @ 11:25

    • Também eu brinquei com o filho (Toni, se não me engano) do Eng Vidago. Lembro-me de ter estado algumas vezes em casa deles, uma bela vivenda junto ao Parque José Cabral (hoje Parque dos Continuadores). O que será feito dele ?…

      Comentar por Fernando S — 03/11/2013 @ 19:27

  5. José Pedro Martins,
    O meu pai, Rui Sampaio, trabalhou no Entreposto e teve relações profissionais proximas com o seu pai, Julio Martins. Sobretudo ao longo dos anos 60 em Lourenço Marques. Efectivamente, o Entreposto em Moçambique vendia as viaturas de marca Mercedes-Benz. Mas também a Peugeot e os tractores Massey Ferguson.
    A partir do final desta década o meu pai esteve mais envolvido no inicio e desenvolvimento do negocio automovel do Grupo Entreposto em Portugal. Com a marca Datsun, que depois mudou o nome para Nissan. Mas continuou a estar ligado a Moçambique e a cruzar-se com o seu pai no ambito das respectivas actividades profissionais dentro do Grupo Entreposto.
    Tanto quanto sei o seu pai estava em Lourenço Marques no 25 de Abril de 1974 e na fase imediatamente posterior, de transição para a independencia de Moçambique em 1975, e teria vindo de seguida para Portugal onde continuou a ser um quadro superior do Grupo Entreposto.
    Mais tarde, ja nos anos 80, teria voltado a Moçambique, sempre ao serviço do Entreposto. Sei que viveu uns tempos no 14° andar dum prédio na avenida Julius Nyerere (antiga Antonio Enes), com uma vista espetacular, a 360°, sobre a cidade dum lado e a baia do outro (mais tarde cheguei a estar pontualmente hospedado neste apartamento e a ocupar um quarto que se dizia ter sido do Sr Julio Martins).
    Se não me engano (mas não estou certo), nos finais dos anos 80, o seu pai adoeceu e acabou por falecer na Africa do Sul.
    Sempre ouvi dizer que o seu pai foi uma pessoa com responsabilidades importantes no Grupo Entreposto, em particular em Moçambique.
    Gostaria de poder trocar mais impressões consigo sobre a pessoa e o percurso do seu pai.
    Saudações.

    Comentar por Fernando S — 03/11/2013 @ 19:20

  6. sobre o armazém de peças – eu acompanhei o meu pai a Joanesburgo durante uma semana durante as ferias grandes de 1970 creio. ele tinha uma grande amizade com o Roland Kreher que Deus tem, o administrador da Cargo Motors, os representantes da MB na África do Sul. Durante essa semana ele passou os dias no armazém de peças de JHB e eu desenhava o que ele me pedia. O resultado foi o armazém das instalações novas com microfichas … um armazém moderno, eficiente, limpo e organizado.
    qual foi a minha surpresa ao trabalhar nos olivais em 1982 quando fui ao armazém da datsun! Era Moçambique nos anos 60, mas pior porque tinham backorders de há um ano! tiveram que pedir a toda a gente de todas as secções para irem ajudar durante uma semana a aviar as encomendas! uma autentica vergonha os olivais. O entreposto de Lisboa deve ter perdido imenso dinheiro ao largo dos anos. realmente … para não falar da gatunagem que havia espalhada por toda a parte …
    J. P. Martins

    Comentar por Jose Pedro Martins — 03/11/2013 @ 23:16

    • José Pedro Martins,
      Agradeço a sua resposta, o que conta sobre si e o seu pai, o seu contacto.
      Sem prejuizo de se poder continuar esta conversa sobre o Grupo Entreposto em Moçambique aqui neste espaço dedicado a Moçambique e em boa hora criado e gerido pelo ABM, vou também contacta-lo proximamente por e-mail.

      Comentar por Fernando S — 04/11/2013 @ 22:16

  7. José Pedro Martins,
    Enviei um e-mail resposta para o endereço que indicou aqui em cima : jpfm.martins@gmail.com
    Mas foi recusado com a indicação de que o endereço não existe …
    Trata-se certamente duma qualquer dificuldade técnica.
    Agradeço que verifique o seu endereço e que o confirme aqui e para o e-mail : fernandosampaio3@gmail.com
    Obrigado e saudações.

    Comentar por Fernando S — 08/11/2013 @ 18:45

    • Acabei que reparar que afinal copiei mal o seu endereço (“martin” e não “martins” …)
      Corrigi e espero que chegue desta vez !

      Comentar por Fernando S — 08/11/2013 @ 18:52

  8. Eu sou o José Simões. Trabalhei com o Eng. Rui Sampaio de 1971 a 1975 . Com ele iniciei a minha vida profissional… Posso dizer que ele foi o meu grande mestre!… As suas qualidades de trabalho de inteligência e capacidades de decisão e risco, acompanharam-me durante toda a minha vida profissional. Também sei que ele sempre me estimou e incentivou muito. Por todas estas razões gostaria de voltar a contactá-lo via facebook ou mail uma vez que ainda estou no activo e serem estes os meios mais fáceis. O meu mail é: josesimoe@periplast.pt . Agradecido e um abraço de Boas Festas para todos…… Simões

    Comentar por josé faria simões — 25/12/2015 @ 22:44


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta para Jose Pedro Martins Cancelar resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: