THE DELAGOA BAY WORLD

10/05/2012

UMA QUINHENTA DE MOÇAMBIQUE, 1957

Filed under: Uma quinhenta de Moçambique — ABM @ 12:57

Em meados dos anos 1960, uma maçaroca assada na rua, uma tampa de amendoins assados  ou uma choinga custavam cerca de uma quinhenta, ou cinquenta centavos de escudo. Sendo já troco, ainda assim era dinheiro. A moeda em Moçambique colonial era própria e específica do território. O escudo, que sucedeu ao “rei” após ter sido imposta a república em 1910, durou em Moçambique até cerca de 1980, quando, numa vasta e complexa operação, a Frelimo trocou-a pelo metical, em paridade, ou seja, um escudo por um metical. O actual metical em circulação não é o mesmo de 1980, representa em termos nominais mil dos meticais que circularam a partir de 1980. Ou seja, uma quinhenta (cinquenta centavos, ou metade de um escudo) representaria hoje, em termos nominais, metade de um milésimo de um metical actual. Por sua vez, em 2002 o escudo português foi extinto e substituído pelo euro, a uma taxa de conversão estipulada em 200.482 escudos para cada euro. Admitindo a paridade entre o escudo de Moçambique e o português (uma ficção mas enfim) e em termos nominais, uma quinhenta de Moçambique equivaleria a …um quarto de um cêntimo de euro. Subjacente a estes valores, a realidade de que, apesar do escudo/euro se ter desvalorizado muito significativamente nos últimos 40 anos, o metical conseguiu desvalorizar-se muito mais depressa que o escudo. Acresça-se que o metical nunca foi, e continua a não ser, uma moeda convertível, pelo menos nos mercados oficiais. Dentro de Moçambique já é outra história. O euro, para mal dos pecados dos actuais portugueses, é convertível e é a moeda da maior parte da Europa.

Anúncios

3 comentários »

  1. Qual o objectivo desta referência à querida quinhenta (que pagava uma viagem de machimbombo a estudantes, que comprava um cone de amendoim, um scone ou uma arrofada, dois pirolitos…)?? Essa relação do Metical com o Euro está deslocada por querer dar a entender uma não-realidade: um euro é comprado livremente na Banca por 36 Mt; um $ custa 28 Mt, qualquer pessoa pode comprar moeda externa e qualquer visitante pode comprar Metical. Então, para além de uma grata saudade da “quinhenta”, que interessa o resto do que se diz aí?! .cen-r.

    Comentar por Carlos Nazareth-Ribeiro — 13/05/2012 @ 18:57

    • O objetivo, Carlos, dar algum contexto e valor a uma moeda que algumas das pessoas que visitam o meu blogue conheceram no seu devido tempo, e dar alguma medida da mudana desse valor ao longo dos anos. O blogue meu e aqui fao o que me apetecer, se no gostas muda de canal. Os clculos que obtive so aritmticos e ambos da origem, tem para mim muito mais piada que fazer o cmbio de Maputo hoje, que vai dar exactamente ao mesmo. E a moeda moambicana no “livremente” convertvel, telefona ao Banco Central e pergunta. Eles que te expliquem. A moeda dum pas no convertvel l porque podes comprar dlares e euros (pouquinhos) com meticais na tabacaria da esquina. Abraos.

      Comentar por Antonio Botelho de Melo — 13/05/2012 @ 19:07

  2. Meu Caro, não vale a pena zangar ou rezingar… Eu nunca disse que o Metical é “moeda convertível”. Apenas que o Mt compra ZAR, Euro, USD na banca e que qualquer visitante pode comprar Mt livremente. Infelizmente, não tenho tido tempo para visitar blogs. Quem me enviou um recorte do teu blog foi o Carregal Ferreira e eu gostei (gosto sempre) de ver referências ao meu País, sejam boas, sejam más. Saudações!

    Comentar por Carlos Nazareth-Ribeiro — 10/06/2012 @ 20:36


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: