THE DELAGOA BAY WORLD

07/10/2012

A VISITA DO PRESIDENTE HIGINO CRAVEIRO LOPES A MOÇAMBIQUE, 1956

Fotografias muito gentilmente enviadas por Paulo Azevedo e restauradas.

O Presidente português na altura era Francisco Higino Craveiro Lopes, casado com uma senhora de Lourenço Marques (D. Berta) e que participou na defesa de Moçambique contra os alemães da então África Oriental Alemã (a actual Tanzânia), com destaque para a zona junto da qual recentemente foram descobertos enormes jazigos de gás natural.

Na terminal do Aeroporto de Mavalane, aguarda-se a chegada da comitiva presidencial. Repare-se nos símbolos dos CFM no edifício.

O Presidente Craveiro Lopes à sua chegada a Moçambique, à esquerda na fotografia.

O Presidente e comitiva no outro lado da terminal do Aeroporto de Mavalane.

Locomotiva classe 300 dos Caminhos de Ferro de Moçambique que rebocou, na linha do Limpopo, a carruagem presidencial.

Francisco Duque Martinho, que viu estas fotografias, escreveu esta nota: “A título de curiosidade, identifico algumas pessoas nas fotos: na 5ª fotografia do lado direito (de quem olha para a foto) do Presidente está o Engº Trigo de Morais; na 9ª fotografia à esquerda do PCV está o Engº Pereira Leite, então Director dos CFM; na 10ª e última foto está do lado esquerdo o Engº Pereira Leite e do lado direito parece-me o Engº Stofell, na altura Director de Exploração dos Caminhos de Ferro da Beira. Já agora, a Brigada de Estudos, Reconhecimento e Contrução da Linha do Limpopo foi chefiada pelo meu Pai [Engº Duque Martinho]. Só a construção durou quase três anos. De acordo com documentos que tenho, a linha tinha 534 Kms até à fronteira em Pafuri e 565 na ex-Rodésia do Sul até Bulawayo. A Brigada de construção era constituída por 500 “europeus” e 5000 “indígenas”, tendo custado 860 mil contos.”

Presidente Craveiro Lopes e comitiva na ponte sobre a barragem do Limpopo. Segundo as minhas contas, nesta altura Samora Machel e a sua família residiam perto daqui.

Craveiro Lopes, momentos antes de entrar para o comboio com que foi inaugurada oficialmente a linha do Limpopo. Na imagem, Lord Malvern e o então Ministro do Ultramar.

Multidão que assistiu à chegada do comboio presidencial à Aldeia da Barragem, o ciclópico projecto social e agrícola do Eng. Trigo de Morais.

O comboio presidencial estacionado na Aldeia do Guijá.

Já na divisão da Beira, o Presidente recebe da parte do diretor dos C. F. M. explicações sobre os gráficos que lhe foram presentes.

O Presidente Craveiro Lopes verificando e solicitando esclarecimentos sobre os planos do Porto e Caminhos de Ferro da Beira.

Anúncios

6 comentários »

  1. Para além dos nomes referidos por FDM, acrescento:
    Ministro Ultramar: Prof.Dr. Ventura, o Capitão de Mar-e-Guerra e Governador-Geral de Moçambique Gabriel Mauricio Teixeira, o Cap. de Cavª Carlos de Vasconcellos Porto

    Comentar por João De Faria-Lopes — 07/10/2012 @ 23:39

    • O Presidente Craveiro Lopes verificando e solicitando esclarecimentos sobre os planos do Porto e Caminhos de Ferro da Beira.

      Nesta foto, a última desta série, á esquerda do Presidente Craveiro Lopes está o Engº. Alfredo Stofell, Director dos Caminhos de Ferro da Beira

      Comentar por Francisco Ivo — 08/10/2012 @ 10:21

  2. Berta Ribeiro Arthur, minha avó, nasceu em Lisboa e não em Lourenço Marques.

    Comentar por Maria do Rosário C.L. Pereira Coutinho — 08/10/2012 @ 18:38

    • Sra D Maria do Rosário, agradeço o esclarecimento. Mas confirma que se conheceram e casaram em Lourenço Marques? li essa informação em mais que um sítio e gosto de estar do lado…dos factos. Já agora saiba que esta semana vou colocar mais umas fotografias da visita presidencial a Moçambique em que ela aparece. Ainda estou a restaurar as imagens. ABM

      Comentar por ABM — 08/10/2012 @ 18:42

  3. Boa tarde. Confirmo que os meus avós se conheceram em Lourenço Marques onde casaram em 22.11.1918 (freguesia da Conceição). Fico ansiosamente à espera de mais fotografias (preciosas) dessa viagem presidencial. Muito obrigada e cumprimentos.

    Comentar por Maria do Rosário C.L. Pereira Coutinho — 09/10/2012 @ 13:45

    • Boa tarde Sra D. Maria do Rosrio, Respiro com algum alvio, pensei que tinha falhado em toda a linha e fico contente de no ter sido totalmente o caso. J agora se casaram em 1918 na (ento) Freguesia da Conceio), veja no ndice deste blogue em “Lugares” a indicao “LM Igreja N S Conceio” (e prima nela com o rato do computador) e a poder ver a igreja onde seus avs casaram, se ainda no viu. As fotos adicionais j esto meio restauradas mas ainda vai levar mais um dia, asseguro que vale a pena esperar. ABM

      Comentar por Antonio Botelho de Melo — 09/10/2012 @ 17:50


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: