THE DELAGOA BAY WORLD

20/10/2013

A MAÇONARIA E O TEMPLO MAÇÓNICO EM LOURENÇO MARQUES, MEADOS D0S ANOS 1920

Filed under: LM Escola Industrial, LM Templo Maçónico 1920s — ABM @ 17:53

Postal da Colecção José Santos Rufino.

 

O Templo da Maçonaria em Lourenço Marques, meados dos anos 20.

O sumptuoso templo da Maçonaria em Lourenço Marques, meados dos anos 20. Situado na Avenida 24 de Julho entre a Baixa e a Polana, era o maior templo maçónico em todo o espaço português e um dos maiores no Sul de África. Mas a verdadeira fobia do regime que se seguiu resultou no seu encerramento e venda, tornando-se na Escola Industrial. Os seus membros invariavelmente “desapareceram” da vida pública. No entanto, a maçonaria era dominante em Lourenço Marques durante a 1ª República. Infelizmente hoje pouco, praticamente nada se sabe de específico desses tempos, a não ser ecos.  Se tiver informações que possam repor a História, escreva para aqui.

Anúncios

5 comentários »

  1. Republicou isso em MOÇAMBIQUE – MOZAMBIQUE.

    Comentar por mistermadala — 20/10/2013 @ 20:18

  2. O meu bisavô fez parte desse, digamos… “templo”. Tinha misteriosamente chegadod e Portugal com um nome falso – nunca conhecemos o verdadeiro – em 1908. Percebe-se porquê, não é? Se ligarmos isto ao que frequentes vezes ele dizia sentado na sua varanda com vista para o porto, mmesmo ao lado do Hotel Girassil -, …”grossa asneira fizemos em 1908, matámos o melhor de nós, volta´mos a fazer mais asneiras em 1910 e agora temos isto”
    Elucidativo. Gostava era de saber o seu verdadeiro nome.

    Comentar por Nuno Castelo-Branco — 23/12/2015 @ 12:39

  3. O meu bisavô fez parte desse, digamos… “templo”. Tinha misteriosamente chegado de Portugal com um nome falso – nunca conhecemos o verdadeiro – em 1908. Percebe-se porquê, não é? Se ligarmos isto ao que frequentes vezes ele dizia sentado na sua varanda com vista para o porto, mesmo ao lado do Hotel Girassol -, …”grossa asneira fizemos em 1908, matámos o melhor de nós, voltámos a fazer mais asneiras em 1910 e agora temos isto”
    Elucidativo. Gostava era de saber o seu verdadeiro nome.

    Comentar por Nuno Castelo-Branco — 23/12/2015 @ 12:41

  4. Meu avo (materno) e meu pai forao parte da maconaria que foi proibida por Salazar debaixo de pressao da Igreja catolica.O predio fui depois a Escola Industrial,acredito que ainda existe pelo menos em 1995 esta va

    Comentar por Manny Carvalho (Baiao) — 15/07/2016 @ 02:16

  5. Meu avô materno César Dias Lopes (casado com minha avó inglesa Mabel Lopes) também frequentava este “Templo”. Mais tarde Salazar veio a proibir a maçonaria. A minha avó ficou inconsolável, pois havia uma grande inter-ajuda entre os maçons e ela como tinha 14 filhos mais que ninguém sentiu essa proibição… segundo sei entravam naquela casa sacos e sacos de açúcar, arroz etc oferta das várias famílias maçons. Lourenço Marques foi edificada com muito sacrifício desses maçons, contribuíram em muito por Moçambique depois com a proibição de parte de Salazar nada foi mais igual. Quem muito sabe sobre a Maçonaria em Lourenço Marques é a minha ex-colega do Barclays Cristina Pereira de Lima, seu pai deixou um grande espólio sobre esta linda Cidade e não só (várias obras com bastantes fotos alusivas).

    Comentar por Olinda Cavadinha Lopes da Costa — 21/09/2016 @ 09:52


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: