THE DELAGOA BAY WORLD

15/03/2018

O ESTREITO DE LUPATA NO RIO ZAMBEZE, INÍCIO DO SÉC.XX

Fotografia de J. Wexelsen, parte dos arquivos da Missão Suíça.

“O rio Zambeze [….]nasce na Zâmbia a cerca de 1.700 m de altitude. Tem cerca de 2.600 km de comprimento e uma bacia hidrográfica de 1.330.000 km2, dos quais só 3.000 km2 em território moçambicano. Mesmo assim o rio Zambeze deve ser considerado o maior rio que atravessa Moçambique. O Rio parte de uma região bastante pluviosa; depois de atravessar a região árida da parte oriental de Angola, entra novamente na Zâmbia, onde corre, formando rápidos. Em Livingstone, é um rio bastante largo e constitui o seu leito uma paisagem anfíbia. Em Lupata, depois de atravessar o desnível do Songo ele tem os seus últimos rápidos. Dai, até sensivelmente a sua foz, corre em planície, desaguando por um imenso delta.”(texto daqui).

 

Aspecto de parte do Rio Zambeze junto da Garganta de Lupata, início do Século XX.

O Estreito de Lupata fica situado no Rio Zambeze a cerca de 80 quilómetros a jusante da represa de Cabora-Bassa (agora, Cahora-Bassa) e 60 quilómetros a Sudeste da Cidade de Tete. Em certos pontos o Rio Zambeze tem uma largura de 200 metros, “encaixado” por estes enormes maciços de pedra.

Em 2014, o governo de Moçambique autorizou a construção de uma central hidroeléctrica neste local, com uma capacidade de produção de 600 MW, que certamente irá estoirar com este monumento natural por completo, mas penso que ainda não foi feita. Enfim.

Curiosidade 1: junto à Ilha de Moçambique há uma “Entrada da Lupata“.

Curiosidade 2: No Diccionario geografico das Colonias Portuguezas, no qual se descrevem todas as ilhas e porções de continentes que Portugal possue no ultramar … por un Flaviense (1842), aparece esta jóia:

(Nota: até meados do Séc.XIX, o planeta estava a sair duma mini-idade do gelo, o que pode explicar a observação de neve no meio da Zambézia, junto ao rio. O ponto mais elevado desta zona é o Monte Dómué, com 723 metros de altura em relação ao nível médio do mar, enquanto que os terrenos circundantes de situam nos cerca da 381 metros acima do mar).

Curiosidade 3: Segundo este texto, a origem das complexas formações rochosas e sedimentares de Lupata é vulcânica, provavelmente resultantes de um vulcão já extinto, activo na época situada entre os Períodos Jurássico e Cretáceo.

Deixe um Comentário »

Ainda sem comentários.

RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: