THE DELAGOA BAY WORLD

06/10/2013

BARCO DE PASSEIOS TURÍSTICOS NO RIO INCOMÁTI, JULHO DE 1973

Fotografia de Nunos Pires, restaurada.

 

 O barco apilhado de turistas que partia de um "cais" em Vila Luiza, hoje Marracuene e fazia um percurso espectacular no rio Incomati passando junto aos hipopótamos. Em Julho de 1973.O barco fazia várias viagens por dia e estava sempre lotado. Aqui eu e os meus colegas de passeio, estávamos à espera que atracasse. Voltou a encher-se... Passava-se junto aos hipopótamos e quase lhes tocávamos

Diz o Nuno: “o barco apilhado de turistas partia de um “cais” em Vila Luiza, hoje Marracuene, e fazia um percurso espectacular no rio Incomati passando junto aos hipopótamos. Isto em Julho de 1973.O barco fazia várias viagens por dia e estava sempre lotado. Aqui eu e os meus colegas de passeio, estávamos à espera que atracasse. Voltou a encher-se… Passava-se junto aos hipopótamos e quase lhes tocávamos”.

Anúncios

24/05/2012

MARRACUENE, INÍCIO DO SÉCULO XX

Filed under: Marracuene - Vila Luísa — ABM @ 01:14

Marracuene no início do Séc. XX.

13/05/2012

A AVENIDA MOUSINHO DE ALBUQUERQUE EM MARRACUENE, ANOS 1910

Filed under: Marracuene - Vila Luísa — ABM @ 22:19

A entrada da Avenida Mousinho de Albuquerque em Marracuene.

21/03/2012

MARRACUENE, OU VILA LUÍSA, FINAL DOS ANOS 1950

Filed under: Marracuene - Vila Luísa — ABM @ 18:07

Marracuene no final dos anos 1950. A Vila em si chamou-se durante muitos anos "Vila Luísa", sendo que a Luísa uma filha do grande Joaquim José Machado (há neste blogue um resumo de quem ele foi e o que fez). Mas foi sempre conhecida como Marracuene, que foi originalmente promovida pelos Caminhos de Ferro de Moçambique como destino turístico para quem visitava ou vivia em Lourenço Marques. Os seus outrora esplêndidos jardins e pavilhão de chá panorâmico fez parte desse esforço. Havia ainda excursões organizadas à Macaneta e pelo Rio Incomáti acima para ver os hipopótamos. O local tem também valor histórico, dado ter-se travado num canto da vila a conhecida "batalha de Marracuene", na madrugada de 2 de Fevereiro de 1895, em que pela primeira vez houve um embate militar entre tropas portuguesas (que dantes não havia) e um exército afiliado com Gungunhana e que ameaçava destruir Lourenço Marques. Antes e depois da Independência o evento sempre foi celebrado com copos e churrasco, dantes porque os portugueses tinham ganho, agora porque os "moçambicanos" resistiram. Vá lá uma pessoa entender. Hoje, Marracuene é um subúrbio que delimita Maputo pelo Norte.

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: