THE DELAGOA BAY WORLD

29/03/2019

JANTAR-CONCERTO NO HOTEL POLANA EM LOURENÇO MARQUES, 27 DE AGOSTO DE 1944

Menu de apresentação de um jantar-concerto que decorreu no Salão de Jantar do Hotel Polana em Lourenço Marques, na noite de Domingo, 27 de Agosto de 1944. Imagens retocadas por mim.

Na altura decorria a II Guerra Mundial, que absorvia as atenções de todo o Mundo, incluindo da população principalmente branca, portuguesa e estrangeira da pequena capital da colónia portuguesa situada na África Oriental Portuguesa, maioritariamente pró-britânica, que seguia o conflito através dos meios disponíveis – telegramas e emissões de rádio em onda curta, tudo sempre mais do que censurado.

Portugal manteve a neutralidade durante a II Guerra Mundial, postura que, naturalmente, se estendeu a Moçambique, que era cuidadosamente mantida sob observação pelos sul-africanos (cujo líder, o Grande general boer Jan Smuts, queria aproveitar para invadir e incorporar na União Sul-Africana) e pelos britânicos que, pouco antes, desmontaram redes locais de espionagem alemã e italiana.

Em Agosto de 1944 já se tornara claro que a Alemanha estava a perder o conflito. Durante esse mês, o exército da União Soviética estava na fronteira Norte da Alemanha. Os exércitos americano e britânico estavam no Norte da Itália e, do Oeste, caminhavam na direcção ocidental da fronteira do Eixo. Dois dias antes do jantar no Polana, Paris era libertada e o General de Gaulle desfilava nos Campos Elíseos. No dia anterior ao jantar (26 de Agosto) a Bulgária, até então um membro do Eixo, anunciava que se retirava da guerra. Na Alemanha, ainda decorria a matança ordenada por Hitler contra os que terão estado relacionados com a tentativa da sua eliminação, ocorrida a 20 de Julho. A 19 de Agosto, o Marechal alemão Gunther von Kluge, chefe do exército alemão na Frente Ocidental, terá cometido suicídio ao ser implicado na intentona (erradamente), exonerado do cargo e chamado a Berlim. A 23 de Agosto, o ditador romeno Ion Antonescu, aliado de Hitler, é preso e o Rei Michael faz as paz com os comunistas russos, cujos exércitos estão à porta do seu país.

Assim, de certa maneira, no sumptuoso jantar-concerto realizado no Hotel Polana naquele domingo de Agosto de 1944 – cujo menu certamente contrastava com as carências sentidas localmente em resultado da guerra- já se sentia o sabor da vitória aliada sobre os países do Eixo, que viria a formalizar-se em Maio de 1945.

 

Capa do menu do jantar.

O jantar foi mais um banquete. Num contexto em que as faltas na Cidade eram mais do que muitas e que muitos produtos eram racionados ou simplesmente não havia.

O concerto que acompanhou o jantar era de música clássica e erudita. Algumas das peças surpreendem serem tocadas por um quinteto.

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: