THE DELAGOA BAY WORLD

31/10/2017

UMA ALA DO HOSPITAL CENTRAL MIGUEL BOMBARDA EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 60

Filed under: LM Hospital Miguel Bombarda — ABM @ 00:10

 

À diretia, a entrada principal do então novo Hospital Central Miguel Bombarda em Lourenço Marques.

Anúncios

30/10/2017

A PRAIA DA POLANA EM LOURENÇO MARQUES, INÍCIO DO SÉCULO XX

A Praia da Polana, antes da Estrada Marginal, do Clube Naval, do Salão de Chá, da Estrada do Caracol. Havia uns barracões e o Pontão do Almeida (sempre chamado em inglês, Almeida Pier). Ao fundo a Ponta Vermelha.

Penso que, nesta fotografia, se observa o início da construção da Estrada do Caracol, que durante vários anos era o único acesso a este local.

 

Praia da Polana.

UMA CASA NA ILHA DA INHACA, INÍCIO DO SÉCULO XX

Filed under: Inhaca — ABM @ 23:33

 

Casa na Inhaca.

A RUA DA MESQUITA EM LOURENÇO MARQUES, 1927

Detalhe de fotografia de um dos álbuns de José dos Santos Rufino, retocada.

A Velha Mesquita fica situada à esquerda, nos anos 60 a Papelaria Spanos ficava do lado direito na esquina com a Rua Consiglieri Pedroso.

 

A Rua da Mesquita. Por um tempo teve outros nomes, entre eles Rua Salazar. E Pelos vistos havia uma loja da Marta da Cruz e Tavares do lado direito.

A ESCOLA PRIMÁRIA REBELO DA SILVA EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 50

Filed under: LM Escola Rebelo da Silva — ABM @ 22:47

 

A Rebelo da Silva ficava na Polana, na Pinheiro Chagas, a 2 quarteirões da Pastelaria Cristal.

INTERIOR DA SÉ CATEDRAL DE LOURENÇO MARQUES

Filed under: LM Sé Catedral — ABM @ 22:07

Fotografias de 2015.

 

Vista da entrada na direcção do altar.

 

Vista do altar, na direcção da entrada principal.

A SÉ CATEDRAL DE LOURENÇO MARQUES, À NOITE, ANOS 60

Filed under: LM Sé Catedral — ABM @ 22:02

Fotografia de Fernando Pinho, retocada.

 

A Sé Catedral, formalmente designada Igreja de Nossa Senhora da Conceição, Padroeira da Cidade.

29/10/2017

A ESTAÇÃO DE SERVIÇO DE SOTO NA AVENIDA DA REPÚBLICA EM LOURENÇO MARQUES

Filed under: LM Estação de Serviço De Soto — ABM @ 11:57

Fotografia de Fernando Pinho, retocada, ampliada e colocada em preto e branco.

A Estação de Serviço de Soto em Lourenço Marques.

A Estação de Serviço De Soto ficava situada na Avenida da República, na Baixa de Lourenço Marques, quase atrás do Tribunal da Relação (a antiga Câmara Municipal) e em frente ao Teatro Avenida nos Anos 1960 e 1970.

O edifício, que ainda existe, é em estilo Art Deco.

Ao lado havia um stand de venda de automóveis que também pertenciam ao mesmo proprietário, que era o Tio da Adelaide Peres, o Sr. José Tavares.

Nos anos 60, o dono era também agente da marca automóvel Lancia para o território moçambicano.

 

26/10/2017

A PRAÇA 7 DE MARÇO EM LOURENÇO MARQUES, INÍCIO DO SÉC. XX

Filed under: LM Praça 7 de Março — ABM @ 23:29

Postais de F. Peters, fotógrafo da Cidade do Cabo.

 

O canto Norte a Nascente da Praça, que na altura se chamava Mousinho de Albuquerque, tendo em primeiro plano o Chalet Kiosk.

 

A Praça vista da ponta Sul e a Nascente (tirada do Capitania Building).  Entre os dois edifícios mesmo em frente é a Rua Araújo.

CRIANÇAS E ADOLESCENTES NA PRAIA DA POLANA EM LOURENÇO MARQUES, 1927

Detalhe de uma fotografia de um dos álbuns de José Santos Rufino, retocado.

 

Na Praia da Polana, 1927. Ao fundo à direita, a ponta do Almeida Pier.

20/10/2017

O LEÃO DO JARDIM ZOOLÓGICO DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Quem se recordar do nome dele, por favor envie uma nota para aqui.

 

O velho leão do Jardim Zoológico de Lourenço Marques, anos 60.

AS MENINAS DA REVISTA TÁ-TÁ EM LOURENÇO MARQUES, 1946

Foto gentilmente cedida pela Olinda Cavadinha e retocada por mim.

 

As Meninas da Revista Tá-Tá, que se publicou na segunda metade da década de 1940 em Lourenço Marques, posam antes de um evento, nas traseiras do Teatro Varietá na Baixa da Cidade.

13/10/2017

O KIOSK LIÃO D’OURO NA PRAÇA 7 DE MARÇO EM LOURENÇO MARQUES, DÉCADA DE 1920

Filed under: LM Baixa, LM Kiosk Lião D'Ouro, LM Praça 7 de Março — ABM @ 13:52

Detalhe de imagem de um dos álbuns de Santos Rufino, publicado em 1929.

 

O kiosk Lião D’Ouro, na Praça 7 de Março na Baixa de Lourenço Marques, meados da década de 1920. Segundo o Rogério S, ficava situado mesmo em frente à muralha Sul, em frente à Praça 7 de Março, logo a seguir ao Capitania Building, que se pode ver atrás nesta fotografia.

 

O PRIMEIRO BAZAR DE LOURENÇO MARQUES, FINAL DO SÉC. XIX

Filed under: J. e M. Lazarus fotógrafos LM, LM Bazar — ABM @ 13:48

Imagem de Joseph e Maurice Lazarus.

Não sei onde ficava, talvez o Rogério S já tenha descoberto. Mas precedeu o Bazar inaugurado em 1903 na Baixa da Cidade.

 

Pessoas à porta do primeiro bazar de Lourenço Marques. Este espaço precedue o Bazar inaugurado em 1903 na Praça Vaco da Gama na Baixa.

CARTAZ PUBLICITÁRIO DE LOURENÇO MARQUES, DÉCADA DE 1940

 

Cartaz publicitário de Lourenço Marques, anos 40, mostrando o Pavilhão de Chá da Polana e a Praia da Polana.

O CLUBE NAVAL DE LOURENÇO MARQUES: 104 ANOS, EM FOTOGRAFIA

 

Emblema do Clube, em pano, para colocação num casaco.

 

A Praia da Polana, cerca de 1910. O Clube ainda não existia.

 

O Clube pouco depois da sua fundação em 1913. Do lado direito podem-se ver os carris do caminho de ferro da Polana, que ligava a Praia à Baixa da então pequena cidade.

 

O Clube a a primeira muralha construída a Norte e que durou pouco.

 

O Clube Naval , detalhe de uma fotografia de um dos álbuns de Santos Rufino, publicado em 1929.

 

Meados da década de 1920. O Clube e, mais acima, o Salão de Chá da Polana. O Clube faz um pontão de madeira.

 

Aproximadamente a mesma fotografia da anterior. A construção do Clube, da muralha e do Salão de Chá efectivamente destruiram a Praia da Polana, que rapidamente ficou sem areia.

 

Anos 40. A muralha a Norte é refeita e reforçada e o pontão é extendido.

 

Dia de evento desportivo no Clube, que a partir dos anos 40 tem um conjunto de eventos mais intenso.

 

Anos 50. Obras no pontão.

 

Anos 50. Dia de evento desportivo.

 

Início dos anos 60. Pontão de cimento envolvente e passeio junto à muralha.

 

O Clube no início dos anos 60. À direita, a Estrada Marginal.

 

O Clube nos anos 60. A segunda rampa em construção.

 

Anos 60.

 

Anos 60. A segunda rampa já edificada.

 

Anos 60.

 

Anos 60. O Pavilhão de Chá será demolido no final da década.

 

Anos 60. O Clube visto do Sul. Ao lado, a Estrada Marginal. À esquerda, as Barreiras da Polana e parte do então Jardim do Paraíso, amuralhado para segurar a Barreira e evitar desabamentos de terra devido à grande inclinação. À direita, o enorme parque de estacionamento para os que faziam o Passeio dos Tristes aos domingos.

 

O Clube no início do Século XXI. Antes de 1974, a primeira rampa foi demolida e na plataforma junto ao edifício foi construída uma piscina, inaugurada ainda em 1974. O parque de estacionamento a seguir ao Clube é ocupado com construções.

 

O Clube, visto por satélite.

 

O Clube na segunda década do Século XXI. O Pavilhão de Chá da Polana estava onde se vê a palmeira. Construções na encosta junto e a seguir ao Caracol.

 

Vista geral do local, com vénia a Steven Le Vourc’h.

 

A sede, imagem recente.

11/10/2017

COMPLEXO DE CASAS DA COOP NA AV. BRITO CAMACHO NA MAXAQUENE EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 60

Filed under: LM Maxaquene, Pancho Guedes — ABM @ 00:06

Grato ao Fernando Pinho. Imagem retocada.

Complexo desenhado pelo Arquitecto Pancho Guedes.

 

O complexo de casas em banda na Av. Brito Camacho, na Maxaquene, anos 60.

A Ivone Basto comentou: Vivi numa dessas moradias eram enormes 4 quartos 3 casa de banho 3 andares, jardim nas traseiras, garagem aberta, grande terraço para festas, eram vivendas lindas!

10/10/2017

O GRUPO DESPORTIVO LOURENÇO MARQUES, 1949

Filed under: LM Baixa, LM Câmara municipal, LM Desportivo — ABM @ 21:35

Fotografia de Luis Filipe, herdada do seu Pai, que então acabara de chegar à capital de Moçambique.

 

O complexo do Grupo Desportivo Lourenço Marques, 1949, pouco depois da inauguração da piscina. Em frente, a antiga sede da Câmara Municipal de Lourenço Marques. Na ponta inferior do lado esquerdo desta imagem, vêem-se as bancadas do campo de futebol do Sporting Clube de de Lourenço Marques.

 

O Grande Francisco Velasco comentou assim esta imagem: Este ano foi a Inauguração do rinque do Clube Desportivo de Lourenço Marques, situado no canto direito superior pela magnífica Selecção Nacional Portuguesa Campeã do Mundo que desencadeou o interesse e entusiasmo em esteróides pela prática do hóquei em patins. Tinha 14 anos bem como os meus colegas e do grupo de rapazes sentados nas bancadas, uns quinze… dez anos mais tarde quatro deles foram Campeões Mundo, 7 campeões da Europa e 4 Campeões Latinos. Foi obra …!

09/10/2017

A AVENIDA PINHEIRO CHAGAS EM LOURENÇO MARQUES, À NOITE, ANOS 60

Filed under: LM Alto-Maé, LM Av. Pinheiro Chagas — ABM @ 00:06

Grato ao Fernando Pinho.

Actualmente esta Avenida tem o nome do Dr. Eduardo Mondlane, o primeiro presidente da Frente de Libertação de Moçambique, que foi assassinado em Fevereiro de 1969.

A Avenida Pinheiro Chagas no Alto-Maé, anos 60.

08/10/2017

A AVENIDA DA REPÚBLICA EM LOURENÇO MARQUES, EM 1900, 1960, 1966 E 1972

Grato ao grande Magno Antunes e ao Fernando Pinho.

O interessante neste caso é que as quatro imagens foram tiradas praticamente do mesmo local e ângulo mas com um intervalo de cerca de 50 a 70 anos: da esquina da Praça onde fica situado o Bazar de Lourenço Marques, na direcção Nascente.

Se algum exmo. Leitor em Maputo fizer o favor de tirar e me enviar uma imagem do mesmo ângulo, mas actual, eu colocaria aqui, com agradecimentos profundos.

A então Avenida Dom Carlos em Lourenço Marques, cerca de 1900. Posteriormente re-baptizada como Avenida da República e actualmente Avenida 25 de Setembro. Foto de Joseph e Maurice Lazarus, os lendários retratistas da Cidade. Reparem no edifício à direita, mais tarde a Casa Bayly.

 

A Avenida da República, cerca de 1960. À direita, o mesmo edifício, nesta altura a Casa Bayly. Mais abaixo, a Casa Coimbra. Cerca de dez anos mais tarde, o edifício da Casa Bayly foi demolido e ali foi edificado o Hotel Turismo, um investimento de um dos membros da Família Abreu (que também detinham o Hotel Tivoli). Este hotel ainda existe e opera como tal.

 

fb f pinho LM av da rep

O mesmo local na segunda metade dos anos 60, em que já se vê edificado o edifício do Banco Nacional Ultramarino.

 

1972. Na esquina, agora um arranha-céus, o Hotel Turismo.

30/09/2017

O SEGREDO DO EDIFÍCIO DA CÂMARA MUNICIPAL DE LOURENÇO MARQUES

Filed under: LM Câmara municipal, Segredo da CMLM — ABM @ 22:33

Grato ao Paulo Pires Teixeira, que um dia recentemente mo revelou….

A Câmara Municipal de Lourenço Marques, que foi elevada a Cidade em 10 de Novembro de 1887, funcionou em instalações alugadas e precárias, até cerca de 1910, quando foi instalada no edifício na Baixa em frente ao Desportivo, onde funcionou até 1947. Cerca de 1940, no início da II Guerra Mundial, iniciou-se a edificação de um novo edifício, mais monumental, situado no topo da Avenida Aguiar (mais tarde Dom Luiz I, e actualmente Avenida do Marechal Samora Machel). Mas a falta de materiais derivada da Guerra atrasou a obra e a inauguração aconteceu apenas no dia 1 de Deembro de 1947, no feriado que celebra, em Portugal, o golpe que tornou esse país novamente independente de Espanha em 1640, depois de 60 anos como parte daquele país ibérico.

A edificação da nova sede da Câmara concluiu um conjunto de alterações que pretendeu emprestar uma nova centralidade e espectacularidade à até então pacata e algo modesta cidade, algo que os arquitectos e vereação da Cidade vinham trabalhando desde há décadas, nomeadamente na ligação à histórica Praça 7 de Março (hoje 25 de Junho), na criação da Praça onde em 1940 foi instalada uma estátua equestre de Mouzinho de Albuquerque e na destruição da Igreja de Nossa Senhora da Conceição no local onde hoje está a sede da Rádio Moçambique e edificação da nova (e muito maior) Sé Catedral, inaugurada em Agosto de 1944.

A temática deste espaço reflecte os tempos e o exacerbar de “valores nacionais fundacionais”, muito em voga naquela altura, quer por parte da ditadura de António Oliveira Salazar, quer um pouco por todo o mundo dito civilizado, que passava por uma vertigem de exacerbação (com doses maciças de embelezamentos e, nalguns casos, de pura ivenção) desses valores. Portugal não escapou a essa dinâmica, pelo contrário.

Enfim.

O “segredo” é que o edifício da Câmara Municipal de Lourenço Marques, ao contrário do que possa parecer…..não é rectangular. Veja mais abaixo.

As fachadas Sul e Oeste da CMLM, anos 50. Repare no número de janelas na saliência da fachada Oeste,

 

As fachadas Sul e Leste, num postal dos anos 60. Notou alguma coisa? Pois. Mas veja melhor e conte o número de janelas na saliência da fachada Leste, E veja o diagrama em baixo.

 

Bem, na realidade o edifício tem esta configuração irregular. E porquê? Porque desta forma as respectivas fachadas podem ficar perfeitamente paralelas em relação à rua com que se confronta a Norte (a Avenida Andrade Corvo) e a Praça Mouzinho e a Avenida Dom Luiz I a Sul.

 

Nesta foto aérea contemporânea do Estúdio Saint Louis, pode-se reparar no desenho irregular do edifício, para acompanhar o traçado da Avenida Andrade Corvo.

 

A fachada Norte do edifício, perfeitamente alinhada com a Avenida Andrade Corvo.

Nesta foto dos anos 50, repare no perfeito alinhamento entre a fachada da sede da Câmara Municipal até literalmente à porta do Porto de Lourenço Marques, na ponta Sul da Praça 7 de Março que se pode ver aqui em parte. Até aos anos 60, para quem viajava de barco para a Cidade, este enquadramento era a primeira coisa que viam quando saíam do navio. Uma visão.

A FACHADA NORTE DA CÂMARA MUNICIPAL DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 60

Filed under: LM Câmara municipal — ABM @ 22:05

Este edifício foi iniciado antes do início da II Guerra Mundial mas a guerra atrasou a obra. Foi inaugurado no dia 1 de Dezembro de 1947. Entre 1910 e 1947, a Câmara funcionava num edifício localizado em frente da sede do Grupo Desportivo.

A fachada Norte do edifício da Câmara Municipal de Lourenço Marques, menos espectacular que a fachada Sul, que faz frente à Praça Mouzinho de Albuquerque.

O BAZAR DE LOURENÇO MARQUES E A PRAÇA VASCO DA GAMA, ANOS 1930

Filed under: LM Baixa, LM Bazar, LM Praça Vasco da Gama — ABM @ 21:48

Muita gente não sabe, ou não se lembra, que o local onde se situa o Bazar na Baixa se chamava Praça Vasco da Gama e que o local teve esse nome até 1975. E que de facto em redor do Bazar chegou a haver um lindo jardim, Penso que até aos anos 30.

 

O Bazar de Lourenço Marques e o jardim em redor.

A FACHADA E O INTERIOR DO JOHN ORR’S EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 60

O John Orr’s era uma cadeia de department stores baseada na África do Sul, mas que desde a década de 1920 teve uma presença em Lourenço Marques, primeiro na Rua Consiglieri Pedroso, depois num edifício espaçoso situado em frente à sede dos CTT entre a Av. da República, Travessa da Maxaquene e a Rua Joaquim da Lapa.

 

A fachada do John Orr’s na Rua Joaquim da Lapa. Ao fundo vê-se parte da fachada do Prédio Cardiga. Foto de Maria João Matos.

 

Interior do piso térreo do John Orr’s. Imagem do Grande fotógrafo Carlos Alberto Vieira e está no livro “Recordações de Lourenço Marques”. 

 

O RESTAURANTE E A PRAIA DO MIRAMAR EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 60

Filed under: LM Praia do Miramar — ABM @ 21:01

Imagem do Fernando Pinho, retocada.

 

O Restaurante e a Praia do Miramar. Ao fundo, os prédios da Polana.

Older Posts »

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: