THE DELAGOA BAY WORLD

28/08/2019

ANÚNCIO DA LM RADIO NA IMPRENSA SUL-AFRICANA, 28 DE JULHO DE 1963

Imagens retocadas.

Este anúncio foi publicado como inserção publicitária nas edições de Domingo, 28 de Julho de 1963, dos jornais sul-africanos Sunday Times, Sunday Tribune, Cape Argus, Evening Post, Dagbreek, Volksblad e Die Burger.

Aconteceu numa era em que o meio de comunicação mais importante em África era a rádio.

Na África do Sul naquela altura, as estações de rádio estavam proibidas de transmitir música rock e popular aos domingos, o que constituia um verdadeiro “bloqueio”, especialmente para as camadas mais jovens da população.

Penso que a ideia lá era que as pessoas aos fins de semana eram supostas ir à missa e ficar em casa a tomar conta do jardim. Regra geral, nem sequer havia eventos desportivos organizados.

Esse bloqueio era estrondosa e efectivamente furado a partir de Lourenço Marques pela LM Radio, situada fora da alçada do governo sul-africano e que dessa forma praticamente mantinha um monopólio deste tipo de música, e que transmitia em onda curta e média para aquele mercado, nas línguas inglesa e afrikaans (exceptuando o callsign em português, ao topo de cada hora, que nenhum sul-africano entendia mas que todos conheciam: “aqui Portugal Moçambique fala o Rádio Clube em Lourenço Marques, transmitindo em ondas curtas e médias”):

E havia ainda o seu hino, nos anos 60, Have a Happy Day:

A estação era enormemente popular e rentável, em ambos os lados da fronteira, especialmente a partir do cair da noite, quando o alcance das emissões feitas a partir das antenas do Rádio Clube de Moçambique na Matola aumentava e se podia escutar a emissão em ondas curta e média até na Cidade do Cabo.

Para além de uma gigantesca audiência quase cativa, que trazia receitas consideráveis da publicidade, a LM Radio era o veículo ideial para promover artistas e bandas de música e alimentar as receitas com a venda de discos na África do Sul.

A aura que a estação LM Radio tinha reflectia-se favoravelmente na Cidade e em Moçambique, que era vista pelos sul-africanos (invariavelmente, brancos) como um dos destinos de férias mais desejáveis, dentro dos seus orçamentos. Anualmente, especialmente na época de Natal, a região entre Lourenço Marques e Inhambane era verdadeiramente invadida por visitantes sul-africanos, que os habitantes da Cidade, informalmente, chamavam, a eles, “bifes” e a elas “bifas” ou “bifetecas”.

Retrospectivamente, é curioso isto tudo acontecer numa altura em que o regime português, ainda sob a alçada do incontornável Dr. Salazar, estava sob forte contestação, a oposição nacionalista moçambicana em constituição, o mesmo acontecendo na África do Sul, sob o apartheid e Hendrik Verwoerd, o Dr. Mandela tendo acabado de ser condenado por terrorismo. E enquanto tudo isso decorria, todos os jovens dançavam alegremente por cima de um vulcão, alheios a quase tudo e todos.

Ao som da grande LM Radio.

26/03/2012

A LM RADIO DAVID DAVIES E CLIFF RICHARDS EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Un anúncio publicitário da LM Radio na África do Sul, 1973.

Outro anúncio da LM Radio.


Quase tudo o que quiser saber sobre a LM Radio – a velha e a nova – pode ser encontrado em sítios unicamente dedicados ao tópico.

Davi Davies, uma das personalidades mais carismáticas nas emissões da LM Radio, aqui com uma jovem com cinco anos de idade.

Em Lourenço Marques, Cliff Richards,3º a contar da esquerda e então um cantor britânico em ascenão, visita os estúdios da LM Radio. Davi Davias está à esquerda na foto.

14/03/2012

DAVID DAVIES, PERSONALIDADE DA LM RADIO EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Filed under: David Davies - Personalidade da LM Radio — ABM @ 23:21

David Davies é um nome indissociável da LM Radio, a Estação 2 do Rádio Clube de Moçambique, que transmitia em língua inglesa e difundia música rock e pop. A estação, com o mesmo nome (mas piscando o olho com o nome "Lifetime Music") foi ressuscitada e difunde em Moçambique, pela internet e creio que em breve em Joanesburgo, com o mesmo formato.

Para ouvir uma mensagem de boas noites do David, prima AQUI.

O Carlos Rebelo, baseado na Matola com a sua empresa Soltek – Solar Electrónica, Limitada, (e grande veterano da Escola Industrial Mouzinho de Albuquerque)e que faz parte da operação da nova LM Radio, ajudando a distribuir o sinal da estação em toda a África via uplink de satélite, enviou algumas informações sobre a estação, incluindo a de que qualquer pessoa pode ouvir as emissões ao vivo na internet em qualquer parte do mundo, premindo AQUI.

Adicionalmente, para quem tiver conta no Facebook, pode visitar a página da LM Radio.

 

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: