THE DELAGOA BAY WORLD

16/03/2012

O PRIMEIRO AVIÃO A ATERRAR NA CIDADE DA BEIRA, 25 DE JANEIRO DE 1936

Cerca das 10:45 horas de um sábado, dia 25 de Janeiro de 1936, o primeiro de oito aviões do "Cruzeiro às Colónias" (que fez a volta Lisboa-Lourenço Marques-Lisboa) aterrou no campo de futebol do Sport Lisboa e Beira. Os aviões vinham de Tete. Em terra, com os seus capacetes coloniais, os beirenses de então acenavam.

Tudo indica que o primeiro avião aterrou na Beira na manhã do dia 25 de Janeiro de 1936. Fazia parte de um conjunto de pilotos portugueses e as suas máquinas (eram 8) que, provavelmente como parte da imagem que o então regime queria realçar do “Portugal pluricontinetal”, fizeram o que ficou conhecido como o “Cruzeiro das Colónias”.

Nesta viagem, saíram 8 aviões de Lisboa (aeródromo da Amadora) no dia 14 de Dezembro de 1935 e chegaram a Lourenço Marques a 29 de Janeiro de 1936. Já no regresso só saíram três dos oito aviões (o resto voltou de barco, no Paquete Colonial), tendo estes chegado a Lisboa no dia 8 de Abril de 1936.

A seguir, alguma documentação e fotografias alusivas à epopeia aérea e a paragem na Beira.

Para facilitar um pouco as coisas à equipa de pilotos que voou para Moçambique, Salazar fez aprovar este decreto, garantindo algum apoio logístico, não fossem os mesmos "afogados" em detalhes administrativos na sua passagem pelos então territórios sob administração portuguesa.

A Gazeta dos Caminhos de Ferro de 1 de Fevereiro de 1936, dando conta do percurso do "Cruzeiro às Colónias", página 1 de 2.

Página 2 de 2. Vejam o percurso com 24 etapas separadas, entre a Amadora e Lourenço Marques.

Duas semanas depois, a Gazeta dos Caminhos de Ferro (16 de Fevereiro de 1936) relata a partida de três dos originais oito pilotos de Lourenço Marques, na direcção de Lisboa.

25 de Janeiro de 1936: um dos aviões sobrevoando o campo de futebol do Sport Lisboa e Beira, antes de aterrar, a população da cidade na rua para ver o espectáculo.

O avião levando o Major Pinto da Cunha aterrando na Beira. Dos oito aviões, não sei exactamente qual foi o primeiro a aterrar na Beira.

Os aviões em terra na Beira (1).

Os aviões em terra (2).

Os aviões em terra (3).

Os aviões em terra (4).

Os aviões em terra (5). O Coronel Cifka Duarte examina os aparelhos. Para os Beirenses, o cenário era insólito.

Seis dos oito aviões alinhados no campo de futebol do Sport Lisboa e Beira.

Já no regresso de Lourenço Marques para Lisboa, um dos aviões é obrigado a voltar à Beira, quando já ia na direcção de Tete.

À chegada a Lisboa dos três pilotos (mais um suplente), concluindo o "Cruzeiro Aéreo às Colónias", dia 8 de Abril de 1936. Na imagem estão o Ministro da Guerra, O Governador Militar de Lisboa e Inspector-Geral da Aeronática, junto dos aviadores que fizeram a viagem de regresso, logo após a sua aterragem: Major Sérgio da Silva, Major Pinho da Cunha, Capitão Moreira Cardoso e Coronel Abílio Augusto Valdez de Passos e Sousa.

Anúncios

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: