THE DELAGOA BAY WORLD

13/02/2012

AUGUSTO VAZ SPENCER – E A SUA NETA MARIA JOÃO

Filed under: Augusto Vaz Spencer, Maria João Spencer, PESSOAS — ABM @ 22:09

A primeira fotografia foi obtida pelo incomparável Paulo Pires Teixeira em Maputo. As restantes são da Sara Cunha Rego, filha de Maria João Spencer, recentemente falecida. Todas foram demoradamente mas sentidamente restauradas para serem colocadas aqui.

Nos paços da Câmara Municipal de Lourenço Marques, o então Presidente da Câmara Municipal de Lourenço Marques recebe o governador de Lourenço Marques e Inspector Administrativo, Augusto Vaz Spencer (na fotografia, de frente para a objectiva) que se desligou das funções por ter atingido o limite de idade. Anos 1970.

Augusto Vaz Spencer, de quem, nascido em 1960, só ouvi falar pela primeira vez porque há poucos anos fui apresentado a uma sua neta, Maria João, simplesmente como “ela é neta do Governador Spencer”, provavelmente merece mais que uma nota de rodapé.

Apenas sei, lendo um sítio de genealogia, que nasceu em Lisboa em 1907 e que se casou na Ilha de Moçambique com 26 anos de idade, com Antónia Silva. Tiveram dois filhos – Maria João e José Luis. Esta filha casou em 1956 com Camilo Silveira da Costa, e foram eles que trouxeram a “minha” Maria João ao mundo, em Moçambique, a 1 de Agosto de 1956.

Sei ainda que Augusto Vaz Spencer foi Governador de Inhambane (onde, milagrosamente, parece que ainda há uma rua com o seu nome), de Lourenço Marques e foi também Inspector Administrativo.

A Ana Maria Ferreira, que conhecia e que conviveu com os Spencer em Moçambique, referiu:

“Foi também Governador de Distrito de Lourenço Marques até se reformar.  A mulher Tona [Antónia] era filha do Governador Castro e Silva, uma familia proeminente em Moçambique. O casamento entre a filha Maria João e o Camilo foi um acontecimento social notável na época, sendo padrinho da noiva o Eng. Jorge Jardim.

O Camilo é natural de Mocambique, filho do Capitão Mário Costa, que foi director da Companhia de Moçambique na Beira e da Companhia dos Diamantes de Angola em Luanda, tendo ao longo da sua vida escrito vários livros, entre eles ‘Cartas de Moçambique’, tendo sido agraciado com a Ordem do Infante D. Henrique.

José Luis Spencer, filho do Governador Spencer, formou-se em matemática nuclear e radicou-se nos EUA com a mulher Teresa e os dois filhos.

A Maria João Spencer (a neta que faleceu há pouco tempo) deixou três filhos: João Carlos Cunha Rego, Sara Cunha Rego e Luis Filipe Spencer de Freitas, que por sua vez já têm os seus filhos, a Scarlett e o João.

Deixo este apontamento sobre a árvore genealógica do Capitão Vaz Spencer por ser uma familia com raízes profundas em Moçambique, a quem estive ligada por laços familiares também.” (fim)

Após a entrega do poder à Frelimo em 1974, a família foi viver para Cascais, em Portugal, mantendo, no entanto, alguma ligação afectiva com Moçambique.

Mais não sei, mas espero poder um dia poder obter mais dados. Para que a sua pessoa e obra possam fazer parte do complexo mosaico que foi a edificação do Moçambique que é hoje.

Se o exmo. Leitor tiver mais dados sobre o Governador Augusto Vaz Spencer, peço que deixe uma nota aqui.

Em Cascais, Portugal, anos 1980. À direita, D. Antónia e Augusto Vaz Spencer. À esquerda os pais da mais jovem Maria João Spencer, Camilo e Maria João Silveira da Costa.

Já reformado, o Governador Spencer e a Sra. Spencer, em Cascais.

Maria João Spencer.

Outra fotografia da Maria João - neta do Governador Spencer.

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: