THE DELAGOA BAY WORLD

01/02/2017

A PRAIA DA POLANA E O CAIS ALMEIDA EM LOURENÇO MARQUES, INÍCIO DO SÉC. XX

Postal dos fotógrafos Joseph e Maurice Lazarus, acerca dos quais o Paulo Azevedo recentemente publicou um livro com os resultados de uma aturada pesquisa e a que farei referência brevemente.

 

A Praia da Polana e o Cais Almeida em Lourenço Marques, início do Séc. XX.

A Praia da Polana e o Cais Almeida em Lourenço Marques, início do Séc. XX. Nesta praia mais tarde foram edificados o Clube Naval e o Pavilhão de Chá da Polana. O cais permitia às pessoas embarcarem em pequenos barcos sem as complicações de terem que o fazer na praia.

09/06/2016

EDUARDO HORTA, LEONG E CARLOS FERNANDES EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Foto cortesia de Eduardo Horta.

Eduardo Horta foi um grande nadador e desportista de Moçambique. Leong um grande praticante da peca desportiva. Carlos Fernandes não sei. Penso que estão no Clube Naval de Lourenço Marques.

 

Da esquerda: Carlos Fernandes, Leong e Eduardo Horta.

Da esquerda: Carlos Fernandes, Leong e Eduardo Horta.

O CLUBE NAVAL DE LOURENÇO MARQUES E AS BARREIRAS DA POLANA, ANOS 1960

 

 

O Clube Naval de Lourenço Marques, a Estrada Marginal e as Barreiras da Polana, nos anos 60.

O Clube Naval de Lourenço Marques, a Estrada Marginal e as Barreiras da Polana, nos anos 60. Ao fundo, a Ponta Vermelha.

03/01/2014

O CLUBE NAVAL DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1920

Fotografia © de Vasco Freitas, digitalizada e depois restaurada por mim. O original que pertence à Colecção do seu Avô, António Joaquim de Freitas, que foi Engenheiro de Minas e Director da (então designada) Repartição de Indústria e Geologia de Moçambique, entre 1928 e 1954. António de Freitas foi ainda o Sócio Fundador Nº 1 da Sociedade de Estudos de Moçambique. A fotografia foi revelada e passada a papel na Foto Louis Léome Hily (e não Léone Hilly), na altura sita no Nº 193 da Avenida Manuel de Arriaga, em Lourenço Marques.

Muito grato ao Vasco Freitas por permitir mostrar esta excelente fotografia nesta Casa.

Fundado em Fevereiro de 1913, o Clube Naval de Lourenço Marques, aqui nos anos 20.

Fundado em 12 de Fevereiro de 1913, o Clube Naval de Lourenço Marques, aqui nos anos 20.

16/10/2013

A MURALHA NA ESTRADA MARGINAL DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Fotografia de Jorge Quartin Borges.

 

A muralha da Estrada Marginal em Lourenço Marques, anos 1960. Ao fundo, vê-se o Clube Naval.

A muralha da Estrada Marginal em Lourenço Marques, anos 1960. Ao fundo, vê-se o Clube Naval. E por cima da muralha, três gaivotas.

02/10/2013

O CARACOL, A ESTRADA E A PRAIA DA POLANA EM LOURENÇO MARQUES, CERCA DE 1910

Postal gentilmente enviado pelo Nuno Pires, que era da sua avó, restaurado.

 

Vista da Estrada do Caracol, da Praia da Polana e das barreiras de Lourenço Marques, vendo-se ao fundo a Ponta Vermelha, cerca de 1910.

Vista da Estrada do Caracol, da Praia da Polana e das barreiras de Lourenço Marques, vendo-se ao fundo a Ponta Vermelha, cerca de 1910. Pouco tempo depois, edificaram-se aqui o Clube Naval e o Pavilhão de Chá da Polana. Décadas mais tarde, a Estrada Marginal.

20/07/2013

DIA DE MAR PICADO NA BAÍA DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 60

Filed under: LM Baía, LM Clube Naval, LM Pavilhão de Chá — ABM @ 21:39

Fotografia da colecção de Adriano Soares, restaurada.

 

Dia de mar picado na Baía, em frente ao Clube Naval e o Pavilhão de Chá da Polana.

Dia de mar picado na Baía, em frente ao Clube Naval e o Pavilhão de Chá da Polana.

DIA DE RAGATA NO CLUBE NAVAL DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 70

Filed under: LM Baía, LM Barreiras da Polana, LM Clube Naval — ABM @ 21:18

Fotografia da colecção de Adriano Soares, restaurada.

 

xxxxx

Na velha rampa.

 

xxxx

Cá em cima.

 

xxxx

A lidar com os barcos.

 

 

10/06/2013

O PAVILHÃO DE CHÁ DA POLANA, O CLUBE NAVAL E A PRAIA DA POLANA EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 50

O Pacilhão de Chá da Polana, o Clube Naval e a Praia da Polana, anos 50.

O Pavilhão de Chá da Polana, o Clube Naval e a Praia da Polana, anos 50.

02/06/2013

O CLUBE NAVAL EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 50

Filed under: LM Clube Naval — ABM @ 14:57
O Clube Naval nos anos 50, antes da construção da doca fechada.

O Clube Naval nos anos 50, antes da construção da doca fechada.

30/04/2013

BARCOS NO CLUBE NAVAL DE LOURENÇO MARQUES, 1973

Filed under: LM Barreiras da Polana, LM Clube Naval — ABM @ 21:43

Fotografia de Matt Costa, restaurada.

 

Barcos no Clube Naval de Lourenço Marques, 1973.

Barcos no Clube Naval de Lourenço Marques, 1973.  Atrás, as Barreiras da Polana.

31/08/2012

A PRAIA DA POLANA JUNTO AO PAVILHÃO DE CHÁ E O CLUBE NAVAL DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1930

Foto restaurada.

Uma perspectiva da Praia da Polana junto ao Pavilhão de Chá, em Lourenço Marques, anos 1930. Ao fundo o Clube Naval e a Ponta Vermelha. No meio, a rampa para a plataforma que havia no meio, para as pessoas passearem. Para ver a foto em tamanho maior, prima na imagem com o rato do seu computador.

A MARGINAL DE LOURENÇO MARQUES JUNTO AO CLUBE NAVAL E À PRAIA DA POLANA, ANOS 1920

 

 

A antiga marginal de Lourenço Marques entre o Pavilhão de Chá da Polana e o Clube Naval. Ao fundo, a colina da Ponta Vermelha. Atrás de quem tirou a fotografia fica a antiga Praia da Polana.

07/07/2012

FERNANDO VEM DA PRAIA, LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Fotografia da colecção de Fernando Morgado.

 

Uma das rampas que ligam a Estrada Marginal à parte alta da cidade de Lourenço Marques, anos 1960.  Ao fundo, o Pavilhão de Chá da Polana e o Clube Naval. Sobre este postal, escreveu o Fernando: “este é um postal da minha coleção, onde fui apanhado a subir na minha bicicleta do Pavilhão para a Polana (o ciclista que se vê a subir a rampa sou eu, fardado com a farda da Mocidade Portuguesa). Tinha cerca de 14 ou 15 anos e  vi  o fotógrafo que mais tarde soube ser da “Focarte” a tirar o retrato cujo postal, para minha surpresa, encontrei à venda e comprei na Foto Lusitânia”.

29/06/2012

O CLUBE NAVAL DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1950

Filed under: LM Baía, LM Clube Naval — ABM @ 00:21

Fotografia de José Godinho, da colecção do seu pai, o campeão de natação João Godinho (Quelimane e Lourenço Marques). Restaurada por mim.

 

O edifício principal do Clube Naval de Lourenço Marques, anos 1950. Deve ser domingo pois parece que está toda a gente de molho ali.

 

Junto ao Clube Naval. Naquela altura ainda não havia sido construída a muralha de protecção da doca.

05/06/2012

A PRAIA DA POLANA E O PAVILHÃO DE CHÁ DA POLANA EM LOURENÇO MARQUES, CERCA DE 1935

Fotografia da colecção de Paulo Azevedo, gentimente cedida e ligeiramente restaurada.

Um comentário: esta fotografia, que aqui está com menos que um quarto da resolução do original, faz parte de um raro conjunto de cerca de 70 fotografias de Lourenço Marques desta época na posse do Paulo e que ele está a pensar editar. São de altíssima qualidade, basta ver esta para perceber. Espero sinceramente que o Paulo encontre forma de editar o conjunto (eu sugeri um livro de fotografias para a gente comprar no Natal) e se tal acontecer não deixarei de informar aqui.

Para ver esta fotografia em….um quarto de todo o seu esplendor, prima na imagem duas vezes com o rato do seu computador.

A Praia da Polana, o Pavilhão de Chá da Polana e à direita o Clube Naval e a colina da Ponta Vermelha, cerca de 1935. Reparem que na altura ainda não existia a Estrada Marginal. Um incrível registo da Colecção de Paulo Azevedo que tem lugar de honra neste blogue.

07/05/2012

O PAVILHÃO DE CHÁ DA POLANA EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Foto via o Cândido Pimenta.

Em primeiro plano, a rampa que descia da Avenida dos Duques de Connaugfht para a Praia da Polana. Ao fundo, o Pavilhão de Chá da Polana. O Clube Naval fica à direita da fotografia.

16/04/2012

O MIRADOURO DE MAPUTO, 2011

Foto da Glória Vilbro, arranjada.

O Miradouro de Maputo, que faz face directamente a Leste (ou Nascente) faz face à Baía, tendo do outro lado a Ilha de Inhaca. Foi mandado fazer pelo Eng. Francisco Pinto-Teixeira quando a sua passagem pela Câmara Municipal de Lourenço Marques, chamando-se na altura (não me perguntem porquê) "Miradouro de Lisboa". Por baixo fica o Clube Naval e situa-se na actual Av. Friedrich Engels, anteriormente Avenida dos Duques de Connaught. Uma tradição pós-Independência é os casais recém-casados no Palácio dos Casamentos (o anterior Ateneu Grego) e os seus convidados, após a cerimónia, irem para ali cantar e tirar fotografias. Eu vivi ali em frente e era normal acordar aos sábados de manhã a ouvir o pessoal a cantar e a celebrar.

31/03/2012

JOVENS DO CLUBE NAVAL E DA MOCIDADE PORTUGUESA NO CLUBE NAVAL DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1940

Fotografia gentilmente cedida pela Bebé Amaro Morais, e que acabei de restaurar esta semana, em que se pode ver o homem da sua vida e marido, Eduardo Nunes de Morais, que foi um grande praticante da vela. Esta e outras fotografias serão colocadas na próxima semana no meu outro blogue dedicado ao desporto em Moçambique, The Delagoa Bay Company.

Para ver esta fotografia com maior tamanho, prima na imagem duas vezes com o rato do seu computador. Esta vale a pena ver assim.

Depois de um dia de competição, a rapaziada posa para uma fotografia no Clube Naval de Lourenço Marques.

20/02/2012

O JOSÉ AZEVEDO E O ANTÓNIO RODRIGUES EM LOURENÇO MARQUES, 1959

Fotografia gentilmente enviada por Paulo de Azevedo.

O José e o António em Lourenço Marques, 1959.

 

À esquerda vê-se o José Madrono de Azevedo (pai do Paulo)e à sua direita está o seu amigo  António da Silva Rodrigues.

No plano de fundo da foto, para além do Clube Naval, vê-se ainda o mítico Clube de Chá, mais tarde demolido.

A foto foi tirada em 1959, ano em que os dois saíram da aldeia de Vermoim (zona de Vila Nova de Famalicão) e chegaram em alturas separadas a Lourenço Marques à procura de trabalho. As famílias de ambos ficaram para trás durante algum tempo. No caso José pai foram 2 anos.

Actualmente, são quase vizinhos. Vivem em Vila do Conde, onde se cruzam de vez em quando.

11/02/2012

A PRAIA DA POLANA E A ESTRADA DO CARACOL EM LOURENÇO MARQUES, 1910

Fotografia do IICT, restaurada.

A original Praia da Polana em 1910. A estrada do Caracol, que aqui está a ser construída, foi o primeiro acesso rodoviário à praia e, mais tarde, ao Clube Naval. Só mais tarde é que se construiu a Avenida Marginal e o Pavilhão de Chá.

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: