THE DELAGOA BAY WORLD

16/05/2019

GISELE HARDY EM LOURENÇO MARQUES

Imagens gentilmente cedidas por Gisele Hardy, que nasceu e cresceu em Moçambique.

 

Gisele, em primeiro plano, com a Avò e um senhora que não está identificada.

 

Gisele com os Pais. Fred Hardy era na altura o Administrador Delegado da Caltex em Moçambique.

 

Gisele na Primeira Comunhão.

 

Gisele, já adolescente, vivendo fora de Moçambique.

 

Gisele, que cursou enfermagem, atende uma paciente. Aqui adulta e já fora de Moçambique.

26/04/2019

FESTA DE NATAL DOS EMPREGADOS DA CALTEX EM LOURENÇO MARQUES, 1959

Imagens retocadas, gentilmente cedidas por Gisele Hardy, que nasceu e cresceu em Moçambique.

Na altura em que estas fotografias foram tiradas, o Pai de Gisele era o Administrador Delegado da Caltex em Moçambique.

Para ler mais sobre a Caltex, ver em baixo a seguir às fotografias.

1 de 2.

 

2 de 2.

 

A Caltex (abreviação do nome California Texas Oil Company) foi fundada em 1936 pela Texas Oil Company (mais tarde designada Texaco) e pela Standard Oil of California (mais tarde designada Chevron Corporation) para comercializar produtos petrolíferos a partir de novas concessões obtidas na altura no Reino da Arábia Saudita. Em 2001, as duas empresas-mãe fundiram-se, passando a Caltex a ser detida pela entidade resultante, a Chevron-Texaco, que em 2005 foi re-designada Chevron.

O antigo logotipo da Caltex.

A presença da marca Caltex em África remonta aos seus primórdios, nomeadamente em Moçambique, onde mantinha depósitos (algures em Lourenço Marques, ou talvez na Matola) e uma rede comercial a nível nacional.

Estação de serviço da Caltex em Lourenço Marques, anos 60. (fonte: aqui)

A Caltex é ainda hoje um dos principais concorrentes na produção e comercialização da produtos petrolíferos na África do Sul, com uma grande rede de postos de abastecimento e uma refinaria em Milnerton, no Cabo, com uma capacidade de processamento de 100 mil barris por dia. A sua actual detentora, a Chevron, opera directamente em Angola há muitos anos e, há escassos dias, anunciou a intenção de adquirir a empresa petrolífera  Anadarko Petroleum Company, empresa constituída no Estado norte-americano de Delaware mas que opera baseada perto de Houston,  no Texas, que por sua vez detém, entre vários outros activos nos Estados Unidos, Argélia, Gana, Colômbia, Costa do Marfim, consideráveis concessões de petróleo, “shale gas” (gás obtido a partir do fracturamento da pedra) e ainda nos recentemente descobertos depósitos de gás natural offshore (no mar) em Moçambique. O nome da Anadarko vem da cidade com o mesmo nome no Estado norte-americano de Ohkahoma, perto de onde a empresa, originalmente criada em 1959, iniciou a actividade. Logo a seguir ao anúncio da Chevron, a Occidental Petroleum anunciou a sua intenção de adquirir a Anadarko também, oferecendo o que os analistas indicam ser uma oferta “muito melhor”.

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: