THE DELAGOA BAY WORLD

19/10/2013

A EXCURSÃO A PORTUGAL DOS ALUNOS FINALISTAS DO LICEU SALAZAR EM LOURENÇO MARQUES, MARÇO DE 1964

Imagens gentilmente cedidas pelo Fernando Morgado.

 

A Comissão organizadora da excursão dos alunos finalistas (7º ano) do Liceu Salazar a Portugal, Março de 1964.

A Comissão organizadora da excursão dos alunos finalistas (7º ano) do Liceu Salazar a Portugal, Março de 1964, posando no átrio principal do Liceu Salazar em Lourenço Marques (actualmente, Liceu Josina Machel), em frente à estátua do Dr. António Oliveira Salazar, então ainda Presidente do Conselho de Ministros de Portugal. Se alguém souber os nomes, por favor escreva uma nota para aqui, eu deixo uma grelha. Topo, da esquerda: T1, T2 e T3. Mais abaixo: A1 e A2.

 

Os alunos finalistas do Liceu Salazar, dia 10 de Março de 1964, posam no átrio do Liceu Salazar.

Os alunos finalistas do Liceu Salazar, dia 10 de Março de 1964, posam no átrio do Liceu Salazar.

 

Os finalistas posam no Aeroporto de Mavalane momentos antes da partida para a excursão a Portugal, dia 11 de Março de 1964.

Os finalistas posam no Aeroporto de Mavalane momentos antes da partida para a excursão a Portugal, dia 11 de Março de 1964. Deixo aqui uma grelha, se conhecer alguma das pessoas, por favor escreva para aqui. De pé, da esquerda: P1, P2, P3, P3, P4, P5, P6, P7, P8, P9, P10, P11, P12, P13, P14, P15, P16, P17, P18, P19, P20, P21, P22, P23, P24, P25 e P26. De joelhos, da esquerda: J1, J2, J3, J4, J5, J6, J7, J8, J9, J10, J11, J12, J13, J14, J15 e J16.

 

O emblema dos finalistas do Liceu Salazar que vinha colocado nos seus blazers.

O emblema dos finalistas do Liceu Salazar que vinha colocado nos seus blazers.

 

 

 

10/10/2013

HOSPEDEIRAS DA DETA NO AEROPORTO DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Fotografia de Jorge Quartin Borges, restaurada.

 

Hospedeiras da DETA na pista do Aeroporto de Lourenço Marques, anos 1960. Se alguém souber os nomes das senhoras, por favor deixe uma nota aqui.

Hospedeiras da DETA na pista do Aeroporto de Lourenço Marques, anos 1960. Se alguém souber os nomes das senhoras, por favor deixe uma nota aqui.

07/10/2012

A VISITA DO PRESIDENTE HIGINO CRAVEIRO LOPES A MOÇAMBIQUE, 1956

Fotografias muito gentilmente enviadas por Paulo Azevedo e restauradas.

O Presidente português na altura era Francisco Higino Craveiro Lopes, casado com uma senhora de Lourenço Marques (D. Berta) e que participou na defesa de Moçambique contra os alemães da então África Oriental Alemã (a actual Tanzânia), com destaque para a zona junto da qual recentemente foram descobertos enormes jazigos de gás natural.

Na terminal do Aeroporto de Mavalane, aguarda-se a chegada da comitiva presidencial. Repare-se nos símbolos dos CFM no edifício.

O Presidente Craveiro Lopes à sua chegada a Moçambique, à esquerda na fotografia.

O Presidente e comitiva no outro lado da terminal do Aeroporto de Mavalane.

Locomotiva classe 300 dos Caminhos de Ferro de Moçambique que rebocou, na linha do Limpopo, a carruagem presidencial.

Francisco Duque Martinho, que viu estas fotografias, escreveu esta nota: “A título de curiosidade, identifico algumas pessoas nas fotos: na 5ª fotografia do lado direito (de quem olha para a foto) do Presidente está o Engº Trigo de Morais; na 9ª fotografia à esquerda do PCV está o Engº Pereira Leite, então Director dos CFM; na 10ª e última foto está do lado esquerdo o Engº Pereira Leite e do lado direito parece-me o Engº Stofell, na altura Director de Exploração dos Caminhos de Ferro da Beira. Já agora, a Brigada de Estudos, Reconhecimento e Contrução da Linha do Limpopo foi chefiada pelo meu Pai [Engº Duque Martinho]. Só a construção durou quase três anos. De acordo com documentos que tenho, a linha tinha 534 Kms até à fronteira em Pafuri e 565 na ex-Rodésia do Sul até Bulawayo. A Brigada de construção era constituída por 500 “europeus” e 5000 “indígenas”, tendo custado 860 mil contos.”

Presidente Craveiro Lopes e comitiva na ponte sobre a barragem do Limpopo. Segundo as minhas contas, nesta altura Samora Machel e a sua família residiam perto daqui.

Craveiro Lopes, momentos antes de entrar para o comboio com que foi inaugurada oficialmente a linha do Limpopo. Na imagem, Lord Malvern e o então Ministro do Ultramar.

Multidão que assistiu à chegada do comboio presidencial à Aldeia da Barragem, o ciclópico projecto social e agrícola do Eng. Trigo de Morais.

O comboio presidencial estacionado na Aldeia do Guijá.

Já na divisão da Beira, o Presidente recebe da parte do diretor dos C. F. M. explicações sobre os gráficos que lhe foram presentes.

O Presidente Craveiro Lopes verificando e solicitando esclarecimentos sobre os planos do Porto e Caminhos de Ferro da Beira.

15/09/2012

O AERÓDROMO DE MAVALANE EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 1940

Filed under: LM Aeroporto — ABM @ 12:13

O Aeródromo de Mavalane em Lourenço Marques, anos 1940. No primeiro andar pode-se ver o restaurante, muito popular com os locais.

26/06/2012

AEROPORTO DE MAVALANE EM LOURENÇO MARQUES, 1942

Filed under: Alberto José Augusto Morgado, LM Aeroporto — ABM @ 04:02

Foto gentilmente cedida por Fernando Morgado, do seu pai, Alberto Morgado.

 

À entrada do Aeroporto de Mavalane, em Lourenço Marques, 1942.

22/06/2012

ARANTES E OLIVEIRA, NOVO GOVERNADOR GERAL DE MOÇAMBIQUE, CHEGA A LOURENÇO MARQUES, 9 DE MARÇO DE 1970

Fotografias gentilmente cedidas pelo Paulo Pires Teixeira e restauradas.

Eduardo de Arantes e Oliveira sucedeu Baltazar Rebelo de Sousa e foi sucedido por Manuel Pimentel Pereira dos Santos . Engenheiro com um currículo brilhante, a sua missão primária foi tecnocrática – assegurar que a barragem nos Rápidos de Cabora-Bassa (agora com “h”) no Rio Zambeze fosse construída. Na altura o chefe das forças armadas em Moçambique era o General Kaúlza de Arriaga, que centrou em si a condução da guerra e que dentro de pouco tempo mandava executar uma operação militar cara e de alguma envergadura em Cabo Delgado, chamada Nó Górdio. Iniciativa perante a qual a Frelimo, completamente dentro dos detalhes, pois até tinha informadores no círculo restrito do General, calmamente recuou e mudou-se para outras bandas mais para o Sul, tendo servido o episódio essencialmente como trampolim para a consolidação no poder do senhor que sucedeu o Dr. Eduardo Mondlane, o outrora comandante militar Samora Moisés Machel. Na ditadura portuguesa, a breve abertura ocorrida com a morte de Salazar e a sucessão por Marcelo Caetano começava a chegar ao fim. Mesmo assim, em Moçambique notou-se, por exemplo, com a autorização da publicação de uma revista em Lourenço Marques chamada “Tempo”.  Mas em breve o regime voltava às suas. Em Tete, a edificação da barragem, vendida pelo governo de José Sócrates por tuta e meia ao governo de Moçambique quatro décadas depois de concluída, prosseguiu sem qualquer perturbação.

Aeroporto de Lourenço Marques (então com o nome de Gago Coutinho), segunda-feira, 9 de Março de 1970. De chapéu na mão, o então novo Governador-Geral de Moçambique, ao centro, era recebido protocolarmente. À direita, de branco parece ser o General Kaúlza de Arriaga, Se alguém souber quem são as restantes personalidades, agradeço envie uma nota para aqui. A grelha: P1, P2, General Santos, Arantes e Oliveira, P4, P5 e P6 (talvez Kaúlza de Arriaga).

Uma jovem beldade dá o ramo de flores da praxe ao Governador-Geral. Arantes e Oliveira não parece estar lá muito impressionado, o que aliás marca desde logo a diferença com o seu antecessor Rebelo de Sousa, que aposto que aproveitaria logo para fazer ali um comício. Segundo o meu caro Francisco Duque Martinho, o 1º à direita do GG Engº Arantes é o Engº Brasão de Freitas (na altura Secretário Provincial de Obras Públicas e Transportes) e logo em seguida o Engº Martins Santareno (Secretário Provincial de Agricultura). O primeiro da esquerda é o Dr Francisco Maria Martins, na altura Secretário Provincial de Educação.

17/06/2012

A TERMINAL DE PASSAGEIROS DO AEROPORTO DE LOURENÇO MARQUES, 1950

Filed under: LM Aeroporto — ABM @ 22:53

Fotografia da colecção de José Godinho, tirada pelo seu pai, João Godinho, restaurada.

Para ver esta fotografia em tamanho muito maior, prima na imagem duas vezes com o rato do seu computador.

 

A terminal de passageiros do Aeroporto de Lourenço Marques, cerca de 1950.

07/06/2012

DC-3 DA DETA EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 1970

Filed under: DETA - Linhas Aéreas de Moçambique, LM Aeroporto — ABM @ 14:45

Fotografia partilhada pelo Ernesto Silva e restaurada.

Um DC-3 da DETA estacionado creio que no aeroporto de Lourenço Marques.

16/04/2012

O AEROPORTO DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Filed under: LM Aeroporto — ABM @ 22:22

a fachada do Aeroporto de Lourenço Marques, anos 1960. Ao fundo, a torre de controlo. Mais tarde, e durante pouco tempo, chamou-se Aeroporto Gago Coutinho. Actualmente foi alvo de um restauro e expansão e chama-se Aeroporto de Mavalane, nome da zona onde se situa.

27/02/2012

A TORRE DE CONTROLO DO AEROPORTO DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Filed under: LM Aeroporto, LUGARES — ABM @ 22:00

Fotografia de Francisco Fonseca Travanca.

 

A torre de controlo do Aerporto de Lourenço Marques, anos 1960.

27/12/2011

O PRIMEIRO AEROPORTO DE LOURENÇO MARQUES, NA ZONA DE MAVALANE

Filed under: LM Aeroporto, LUGARES — ABM @ 00:38

Foto IICT, restaurada.

 

O primeiro aeroporto de Lourenço Marques, na zona de Mavalane.

06/10/2011

O AEROPORTO DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1940

Filed under: LM Aeroporto, LUGARES — ABM @ 22:56

Foto de Ernesto Silva, restaurada por mim.

O primeiro aeródromo em Mavalane.

03/09/2011

O AEROPORTO DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Filed under: LM Aeroporto, LUGARES — ABM @ 03:02

O Aeroporto de Lourenço Marques, anos 60, foto de Henrique Capelas. Para ver a fotografia com maior resolução, prima na imagem duas vezes com o rato do seu computador.

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: