THE DELAGOA BAY WORLD

28/07/2019

O MARECHAL CRAVEIRO LOPES VISITA NUNO CRAVEIRO LOPES EM LOURENÇO MARQUES, 1961

Imagem retocada.

 

O Marechal Francisco Higino Craveiro Lopes em 1961, de visita ao seu filho Nuno Craveiro Lopes em Lourenço Marques, exibindo ainda o luto pelo falecimento da sua esposa Berta (e Mãe de Nuno), ocorrido no final do seu mandato como presidente da república portuguesa em Julho de 1958. Craveiro Lopes casou com Berta em Lourenço Marques (onde ela estava a viver) em 22 de Novembro de 1918. Nuno, um arquitecto com talento – entre outros projectos, concebeu a Igreja de Santo António da Polana – viveu em Lourenço Marques durante vinte anos, atè à sua morte prematura em 1972.

18/09/2018

O ARQUITECTO NUNO CRAVEIRO LOPES

 

O Arquitecto Nuno Craveiro Lopes. Entre outros, concebeu a Igreja de Santo António da Polana, onde fiz a primeira comunhão em 1968. Só olhar para aquilo era uma experiência religiosa. Era um dos filhos de Higino e Berta Craveiro Lopes, tendo Higino sido Presidente da República Portuguesa entre 1951 e 1958.

16/12/2011

O PRESIDENTE FRANCISCO CRAVEIRO LOPES VISITA MOÇAMBIQUE, 1956

Fotos muito gentilmente cedidas por Constança e Fernando Vidigal.

Francisco Higino Craveiro Lopes foi presidente da República Portuguesa entre 1951 e 1958. O Presidente conhecia Moçambique, onde esteve durante a primeira Guerra Mundial no Norte a combater os alemães (Nevala e Kiwambo) e onde se casou com Berta. O pai da sua mulher faleceu em Moçambique. Um dos seus filhos, Nuno, trabalhou e viveu em Moçambique, onde desenhou a Igreja de Santo António da Polana em Lourenço Marques, ainda hoje uma visita obrigatória para quem visita a capital moçambicana.

Cito da sua biografia na Wikipédia: “O bastão e estrelas de Marechal da Força Aérea, para vergonha do governo de Salazar, foi-lhe oferecido em 1958, por subscrição pública da população de Moçambique que nutria por si um carinho e admiração especial, principalmente pelas posições que defendia, contrárias às políticas coloniais de Salazar. A iniciativa foi do Diário de Notícias de Lourenço Marques e foi um êxito, tendo-se recolhido uma pequena fortuna. Por seu desejo expresso, após a sua morte, foram oferecidos à população de Moçambique, ficando depositado no Museu Militar da Fortaleza de Lourenço Marques”.

Efígie do Presidente Craveiro Lopes, em luz néon.

O Presidente Craveiro Lopes durante a visita a Moçambique.

A limousine presidencial.

Aspecto de uma das recepções ao casal presidencial.

O Presidente, a caminho de mais uma recepção.

Craveiro Lopes inaugurando um monumento.

A primeira dama portuguesa, Berta Craveiro Lopes.

A primeira dama portuguesa, Sra. Berta Craveiro Lopes, numa cerimónia.

 

A Igreja de Santo António da Polana, desenho de Nuno Craveiro Lopes, filho de Berta e Francisco Craveiro Lopes, foto tirada pela Mirene em Maputo, 2011.

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: