THE DELAGOA BAY WORLD

06/10/2013

O PRÉDIO DE 33 ANDARES EM LOURENÇO MARQUES, INÍCIO DE 1974

Filed under: LM Prédio 33 Andares, Nuno Pires fotografia — ABM @ 21:31

Foto do Nuno Pires.

 

O Prédio de 33 Andares na Baixa de Lourenço Marques, no final do 1º semestre de 1974. Na altura era o edifício mais alto de Portugal.

O Prédio de 33 Andares na Baixa de Lourenço Marques, no final do 1º semestre de 1974. Na altura era o edifício mais alto de Portugal. Se fosse hoje, ainda seria. O edifício seria concluído já depois da Independência.

11/11/2012

A AVENIDA AUGUSTO CASTILHO E A RESIDÊNCIA DE POTT EM LOURENÇO MARQUES, INÍCIO DO SÉC. XX

A Avenida Augusto Castilho em Lourenço Marques, início do Século XX. À direita, a sumptuosa residência dO Cônsul Pott, depois Museu Provincial, tribunal e hoje assento do Tribunal Constitucional de Moçambique. No mato a seguir à casa fez-se o Jardim Vasco da Gama (mais tarde Tunduru). Por detrás do mato à esquerda fizeram-se anos mais tarde o Desportivo, a Câmara Municipal e ao fundo da rua do lado esquerdo o Prédio 33 Andares. Reparem que a praia começava onde hoje se situa o Hotel Tivoli.

 

A mesma casa de cima, aqui em meados dos anos 1920, num dos postais clássicos da Colecção Rufino. Nesta altura era o Museu Provincial, que mais tarde foi transferido para o Museu Álvaro de Castro (hoje o Museu de História Natural).

 

11/02/2012

A BAIXA DE LOURENÇO MARQUES, FINAL DOS ANOS 1960

Fotografia do IICT, restaurada.

Vista aérea da baixa de Lourenço Marques, final dos anos 1960. A avenida que se pode ver é a Aveinda da República (actualmente Av. 25 de Setembro). Em primeiro plano pode-se ver o terreno onde de seguida foi edificado o Edifício dos 22 Andares, que em 1974 era o mais alto em qualquer território administrado por Portugal. A lista do que se pode ver aqui não termina quase: a Biblioteca Municipal (hoje Nacional), os Correios, Hotel Tivoli, etc etc.

28/12/2011

A CIDADE DE MAPUTO, PRINCÍPIO DOS ANOS 1980

Fotos do Rui de Sousa Camposinhos.

 

Para ver no tamanho máximo, prima duas vezes na imagem com o rato do seu computador.

A Igreja de Santo António da Polana.

Vista da Cidade. Mesmo em frente, a antiga sede da polícia.

O Edifício 33 Andares e arredores.

Mais um plano da Cidade.

A 24 de Julho, em frente ao antigo Teatro Manuel Rodrigues, atrás da Câmara Municipal.

O mesmo ângulo na 24 de Julho. Naquela altura, quase não havia trânsito na Cidade e vivia-se o início da Era do Carapau e do Repolho.

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: