THE DELAGOA BAY WORLD

01/10/2012

RUI CAMPOSINHOS EM INHAMBANE, ANOS 1960

Filed under: Inhambane — ABM @ 22:21

Fotografia de Alfredo Correia, restaurada.

Segundo o Paulo Azevedo, o jovem aqui de costas é o seu cunhado, o Rui Camposinhos.

Inhambane, anos 1960.

Anúncios

24/06/2012

RÉCITA EM INHAMBANE, 1912

Filed under: Inhambane, Récita em Inhambane 1912 — ABM @ 00:35

Notícia de uma récita e da peça de teatro “Quem Manda São Elas”, no Club de Inhambane, 1912, publicada na Ilustração Portugueza.

06/02/2012

HUMBERTO ALBINO DAS NEVES E O AERO CLUBE DE INHAMBANE

Filed under: Humberto Albino das Neves, Inhambane — ABM @ 19:20

Dados gentilmente enviados pela Olinda Cavadinha.

Os ilustres no Aero Clube de Inhambane. Refere a Olinda: "Humberto das Neves (de quem é sobrinha) é o 2º. a contar do lado direito... mais tarde pedirei ao filho (meu primo Edgar Neves) para identificar os restantes, mas segundo me parece temos ao centro e de pé o Governador Octávio Gonçalves." Quem souber os nomes e a ordem das pessoas, agradeço que envie uma nota esclarecedora para aqui.

No verso da fotografia, as assinaturas.

 

Segundo o sítio«Voando em Moçambique» “em Janeiro de 1950 Humberto Albino das Neves tomou posse como o segundo Presidente do Aeroclube de Inhambane (o primeiro foi o Eng.Lopes Duarte). Foi na Direcção de Humberto das Neves, que o Aeroclube teve maior incremento, devido ao seu dinamismo e acabando-se a construção da sede, composta de um amplo hangar com dois torreões, num dos quais, foi no rés do chão instalado um bar.

A partir daqui os passageiros dos aviões de carreira passaram a utilizar, com mais conforto, as instalações do Aeroclube, tendo a DETA, nas mesmas, o seu escritório.
Durante os vinte e cinco anos de existência, a labuta pelo engrandecimento do Aero Clube de Inhambane e da cidade sido a preocupação constante de todas as Direcções, podendo assim Inhambane orgulhar-se de possuir uma Aerogare que, embora modesta, veio preencher uma lacuna que se fazia sentir no tráfego aéreo.”

 

Um resumo resumido de uma vida.

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: