THE DELAGOA BAY WORLD

26/04/2020

JOSÉ DOS SANTOS VIANA E A CATEMBE EM MOÇAMBIQUE

Filed under: José dos Santos Viana — ABM @ 15:19

Artigo copiado, com vénia, da publicação Artes e Ofícios, da Biblioteca Municipal Rocha Peixoto na Póvoa do Varzim, edição de 31 de Maio de 2019. O texto em baixo foi ligeiramente editado por mim.

 

Capa da revista vendo-se José Viana, 73 anos de idade a trabalhar. Viana viveria em Moçambique entre 1964 e 1975.

(início)

JOSÉ DOS SANTOS VIANA, Mestre de Construção Naval

Nasceu na Póvoa de Varzim a 22 de setembro de 1946, filho e neto de pescadores.

Após terminar a escola primária, começou a trabalhar aos 11 anos como aprendiz de carpinteiro no Sr. António Magalhães, na rua da Cordoaria.

Aos 14 anos, já com a idade legal para ingressar no mundo laboral (na altura), mudou-se para os Estaleiros Samuel & Filhos em Vila do Conde.

Nos Estaleiros Samuel & Filhos, aprofundou o seu conhecimento, nomeadamente na Sala do Risco, experiência que lhe permitiu um domínio técnico de todas as fases da construção de uma embarcação.

Aos 17 anos partiu para Moçambique, onde continuou a exercer a atividade de construção naval artesanal. Ali, construiu algumas embarcações de pesca e noutras prestou o serviço de transformação e modernização, como por exemplo a substituição de popas.

Entre 1967 e 1970 fez o serviço militar e depois casou. Em 1970 criou o seu próprio estaleiro naval na Catembe, em frente a Lourenço Marques.

Desde a sua chegada a Moçambique e até 1975, construiu sete embarcações de pesca, tendo a atividade sido dedicada essencialmente à reparação e modernização. Em 31 de Dezembro de 1975, devido às circunstâncias da descolonização, regressou a Portugal.

Em 1976 montou o seu estaleiro naval denominado Estaleiros Navais Irmãos Viana, Lda., em sociedade com o seu irmão António Viana, no porto de pesca da Póvoa de Varzim, mantendo sempre a construção e reparação naval de embarcações de todo o tipo de pesca costeira e local em madeira, aço ou alumínio, estando focalizada essencialmente no mercado nacional.

É o único projetista das embarcações construídas e alteradas ou modernizadas na empresa. Nos anos 90 deu Formação Profissional em Construção Naval – formação teórica e prática da arte (fases de construção, carpintaria e calafate) nas instalações da empresa numa parceria com a escola profissional Forpescas – delegação de Matosinhos.

Até aos dias de hoje, dedica-se à atividade principal da empresa: a construção, reparação, modernização naval e gestão da Irmãos Viana, Lda. Em 2018 teve o prazer de prestar o serviço de recuperação e restauro do emblemático Barco Salva-Vidas Cego do Maio com todas as técnicas construtivas deste tipo de embarcação, recuperação esta que decorreu no interior do Museu Municipal de Etnografia e História da Póvoa de Varzim.

Actualmente, nos seus tempos livres, constrói pequenas embarcações à escala e sempre com o recurso às técnicas reais da construção naval, sendo que nunca ‘fecha’ a peça para que se possa visualizar o processo construtivo. Possui alguns modelos de embarcações de pesca de diferentes épocas, sendo que, de momento, está a construir uma réplica da Nau Quinhentista que se encontra fundeada em Vila do Conde.

(fim)

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: