THE DELAGOA BAY WORLD

15/08/2017

A DECISÃO DE MAC-MAHON E O SUL DE MOÇAMBIQUE, 24 DE JULHO DE 1875

A Praça Mac-Mahon em Lourenço Marques, cerca de 1940. Ao fundo, a estação ferroviária.

 

Em baixo, em língua inglesa, o texto completo da decisão francesa, dada a conhecer a 24 de Julho de 1875, quanto à posse dos territórios em redor e a Sul de Lourenço Marques (actualmente, Maputo). A disputa originou numa pretensão britânica de ficar com esses territórios, seguindo a sua política de criar uma zona-tampão para conter as repúblicas Boer numa espécie de cintura de ferro britânica. Só que Portugal argumentava que já estava lá há séculos, o que valia o que valia mas na jurisprudência de então, e até 1886, era o que valia mais. Numa acção de charme que lhe veio a custar, a Grã-Bretanha aceitou submeter a disputa a arbitragem por terceiros, tendo sido acordado que a decisão seria tomada pelo governo da França, a que, quase circunstancialmente, Mahon presidia. Na altura, foi uma vitória significativa da diplomacia portuguesa em relação à Grã-Bretanha, mas também um presente envenenado, na medida em que resultou num endurecimento da postura daquele país em relação ao futuro – como veio a acontecer em Janeiro de 1890.

Na tradição colonial de então, o episódio foi celebrado até ao Século XX, desde a denominação da praça onde se veio a edificar a estação dos Caminhos de Ferro de Lourenço Marques com o nome de Mac-Mahon (anteriormente Praça Azeredo, um importante autarca da pequena cidade colonial, e que a Frelimo alterou para Praça dos Trabalhadores, a designação presente), até à designação do feriado municipal, que era a 24 de Julho e não a 10 de Novembro, data da elevação de Lourenço Marques ao estatuto de cidade, à alteração da maior avenida da Cidade de Francisco Costa para Avenida 24 de Julho (sorrateiramente, a Frelimo manteve o nome, agora referindo-se à data de algumas nacionalizações efectuadas em 1976) e, finalmente, à designação de uma das duas marcas de cervejas mais conhecidas de Moçambique – a 2M (de “Mac-Mahon”. A outra é a Laurentina) e que sobreviveu a quase meio século de demolição deliberada do património colonial herdado.

Verdadeiramente, Mac-Mahon ficaria surpreendido se alguém lhe tivesse dito que, num obscuro recanto de África, o seu nome alguma vez seria recordado.

 

 

Anúncios

20/07/2013

A SEDE DA ASSOCIAÇÃO AFRICANA EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Fotografia do Mário Pereira, restaurada.

A sede da Associação Africana em Lourenço Marques, anos 60.

A sede da Associação Africana em Lourenço Marques, anos 60.

02/09/2012

O FINAL DA AVENIDA 24 DE JULHO EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 1970, RESTAURADA

Filed under: LM Av. 24 de Julho — ABM @ 23:40

Esta fotografia já deu imensas voltas na internet e não sei quem é que a pôs cá para fora. Mas sendo evocativa e bonita, gastei duas horas a limpá-la e restaurá-la, sendo que assim, aqui neste blogue, se coloca esta que é de longe a sua melhor versão. O que retrata é o final da Avenida 24 de Julho em Lourenço Marques, na direcção poente, pouco antes da Independência, perto da altura do Natal. Para ver a fotografia em tamanho maior, prima na imagem com o rato do seu computador.

31/08/2012

A AVENIDA 24 DE JULHO EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 1970

Filed under: LM Av. 24 de Julho — ABM @ 22:31

Foto restaurada.

 

A Avenida 24 de Julho em Lourenço Marques, anos 1970.

20/03/2012

A AVENIDA 24 DE JULHO EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 1920

Filed under: LM Av. 24 de Julho — ABM @ 11:35

A Avenida 24 de Julho, anos 1920, no sentido Polana-Alto-Maé. Ao fundo, vê-se um tramway.

26/02/2012

VISTA DA BAIXA DE LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Vista de Lourenço Marques no cruzamento das Avenidas 24 de Julho com a ...Manuel de Arriaga (hoje é a Av. Karl Marx)? do lado esquerdo pode-se ver o Cinema Manuel Rodrigues, visto de trás, bem como a Câmara Municipal, a Catedral, o Prédio Funchal, etc.

23/02/2012

A AVENIDA 24 DE JULHO EM LOURENÇO MARQUES, VISTA DA PAIVA MANSO, ANOS 1970

Filed under: LM Av. 24 de Julho, LM Cinema Manuel Rodrigues, LUGARES — ABM @ 19:53

Fotografia de José Teixeira, restaurada.

 

A AV. 24 de Julho, vista de um prédio na Av. Paiva Manso. A meio à esquerda, pode-se ver o Cinema Manuel Rodrigues (hoje o África).

02/02/2012

O ENFERMEIRO BRAVO COM OS FILHOS EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 1960

Filed under: Enfermeiro Bravo, LM Av. 24 de Julho, Paula Bravo, PESSOAS — ABM @ 01:35

Fotografia da Paula Bravo, restaurada.

Paula e o irmão Luis, aqui com o pai, o famoso Enfermeiro Bravo, em casa em Lourenço Marques, anos 1960. Na altura o Luis estudava na Escola Rebelo da Silva.

28/12/2011

A CIDADE DE MAPUTO, PRINCÍPIO DOS ANOS 1980

Fotos do Rui de Sousa Camposinhos.

 

Para ver no tamanho máximo, prima duas vezes na imagem com o rato do seu computador.

A Igreja de Santo António da Polana.

Vista da Cidade. Mesmo em frente, a antiga sede da polícia.

O Edifício 33 Andares e arredores.

Mais um plano da Cidade.

A 24 de Julho, em frente ao antigo Teatro Manuel Rodrigues, atrás da Câmara Municipal.

O mesmo ângulo na 24 de Julho. Naquela altura, quase não havia trânsito na Cidade e vivia-se o início da Era do Carapau e do Repolho.

02/07/2011

TROÇO DA AVENIDA 24 DE JULHO EM LOURENÇO MARQUES, ANOS 60

Filed under: LM Av. 24 de Julho, LUGARES — ABM @ 15:07

09/01/2011

LOURENÇO MARQUES, 1968: AVENIDA 24 DE JULHO

Filed under: LM Av. 24 de Julho — ABM @ 17:51

LOURENÇO MARQUES, 1968. AVENIDA 24 DE JULHO

LOURENÇO MARQUES, 1968. AVENIDA 24 DE JULHO. À ESQUERDA, VILLA MARGHERITA.

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: