THE DELAGOA BAY WORLD

13/04/2018

CARTÃO DE IDENTIDADE DE REPÓRTER FOTOGRÁFICO DE JOAQUIM CARLOS VIEIRA, 1982

Joaquim Carlos Vieira é profissional de fotografia e vídeo. Cresceu em Moçambique antes e depois de 1975. O seu Pai é o fotógrafo Carlos Alberto Vieira, lendário expoente máximo da fotografia feita em Moçambique até hoje, infelizmente quase “apagado” do registo.

 

A credencial de repórter fotográfico de Joaquim Carlos Vieira no jornal Notícias, Abril de 1982, quando o Notícias fazia parte da máquina de propaganda do regime comunista de partido único em que o partido único era a Frelimo (as outras peças da máquina eram a Rádio Moçambique, a Televisão de Moçambique e a Agência de Informação de Moçambique). Pouco supreendentemente, o director que assina o documento em cima é nada menos que António Emílio Leite Couto, hoje mais conhecido pelo seu nom de guerre, Mia Couto. O Notícias, que nos tempos dos portugueses às tantas também se tornou um jornal oficioso do regime, também com censura e tudo, eventualmente passou a ser detido pelo Banco Nacional Ultramarino, que a seguir à independência passou a ser o banco central de Moçambique, que continuou alegremente a deter o jornal nos 40 anos seguintes. Só recentemente foi alienado para uma holding pública. A seguir levou uma vassourada mas basicamente continua a ser o que sempre foi.

14/10/2017

BIANCA VAZ MARINI, PIONEIRA DE LOURENÇO MARQUES, 1934

Filed under: Bianca Vaz Marini, Mia Couto — ABM @ 22:12

Imagem retirada do filme mudo No país das Laurentinas, 1934.

Bianca Vaz Marini, em 1934, então com 85 anos de idade.

 

Anotação que precedeu o filme mostrando Bianca.

Seguindo os dados da nota, Bianca terá nascido em 1849 e ido para Moçambique em 1863, com 14 anos de idade.

Neste momento nada sei sobre esta senhora. Mas aparentemente, o escritor e biólogo Mia Couto faz referência a ela num recente trabalho seu, Mulheres de Cinza. Escrevendo sobre uma Bianca Vanzini Marini, refere dados biográficos que não sei se são verdadeiros ou inventados:

 

 

Pois, não sei.

 

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: