THE DELAGOA BAY WORLD

06/04/2020

FIÉIS EM FRENTE À MESQUITA DE LOURENÇO MARQUES, INÍCIO DO SÉC. XX

Imagem retocada.

 

Interessante, face ao actual debate quanto às relações entre muçulmanos de raça negra e os outros em Moçambique, constatar que há mais que cem anos isso não parece ter sido assunto de relevo. Fiéis em frente à Velha Mesquita na Baixa de Lourenço Marques, início do Séc. XX. Curioso, também, que a tradução do termo “monhés”, mais tarde considerado pejorativo, era (em inglês) “muçulmanos nativos”. Eu estimo que pelo menos metade da Lourenço Marques original era muçulmana, e vivia, trabalhava – e orava – na pequena cidade. Não há estudos, que eu saiba, sobre a sua proveniência, sendo que pressuponho que não eram do Sul de Moçambique, onde, antes de Lourenço Marques, não havia mais nenhuma urbe.

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: