THE DELAGOA BAY WORLD

13/05/2012

A ESTRADA DO CARACOL EM LOURENÇO MARQUES, INÍCIO DO SÉCULO XX

Filed under: LM Baía, LM Barreiras da Polana, LM Caracol — ABM @ 23:41

O topo da Estrada da Polana, mais tarde conhecida por Caracol, em Lourenço Marques, início do Século XX.

Anúncios

2 comentários »

  1. rampa-caracol-LM-75
    Rampa do Caracol (ou POLANA) – Lourenço Marques 1975

    Dos (muitos) posts que tenho colocado aqui, gosto particularmente destes que dizem respeito aos carros que vi correr na minha infância/juventude em Lourenço Marques. Já reparei que por aqui não há muitos conterrâneos “coca-colas”, pelo menos activos (boca para o ALS entrar e postar, em vez de só ler), mas gosto de os colocar na mesma, para divulgação.

    Estas fotos são da Rampa da Polana, mais conhecida por Rampa do Caracol (que eu fiz muitas vezes, mas a descer e de bicla ou carro de rolamentos :-). Bem, na verdade também a fiz a “abrir” (dentro do possível) de carro, no banco do lado esquerdo, claro, no Daihatsu 360 da minha mãe, conduzido pelo meu irmão mais velho e no Colt (actual Mitsubishi) dum amigo do meu irmão. E nas calmas no Fiat 1100 ou no R10 com o meu pai.

    As fotos foram-me enviadas pelo ALS (embora ache que a 1ª é de minha autoria, pois eu estava lá e tenho-a impressa no meu álbum de fotos de LM. Mas pode ser ao contrário, pois na altura trocava muitas fotos com o ALS).

    Lembro-me daquele espantoso Suzuki 500 como se o tivesse visto correr ontem. Vi-o correr também em provas de perícia, a bater-se com o mini do “Spit” e no autódromo da Costa do Sol (LM). Tinha um som de mosquito atómico, com o seu motor a dois tempos com escapes (artesanais) de competição. Sobre este Suzuki, escreveu o ALS no mail em que me enviou as fotos:

    “Envio-te aqui algumas fotos tiradas na Rampa da Polana (Caracol). O Suzuki (Fronte ?) tinha uma preparação muito interessante. Como sabes o rendimento de um motor a 2 tempos depende também e muito do sistema de escape. Por isso o “preparador” para além de umas contas matemáticas teve também que se dedicar ao corte e costura até obter a configuração correcta. O perfil do escape varia muito em função do pretendido, seja velocidade máxima ou aceleração. Qualquer perfil usado para o Autódromo não servia para o Caracol. Em rampa os testes dão indicações sobre os pequenos pormenores a modificar. Era um gosto vê-lo saír das curvas…….disparado!!!”

    Quanto aos outros 3 carros, não consigo lembrar-me do nome dos pilotos, embora me pareça que o VW 1302 S era o amarelo do meu vizinho de baixo, que fez uma ou outra prova por “brincadeira”.

    Mais info sobre origem e história o Suzuki Fronte, um carro (carrinho) não vendido em Portugal Continental, assim como o Daihatsu 360, que ainda circulou uns anos por cá, na zona de Coimbra pelas mãos do meu irmão.

    Texto do “site”: http://www.amigosjaponesesantigos.pt/forum/index.php?topic=2401.0

    Ler mais: http://autosport.sapo.pt/rampa-do-caracol-polana-lm-1975-6-fotos=f60783#ixzz1uq7zgzlP

    Comentar por ERS — 14/05/2012 @ 10:49


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Site no WordPress.com.

%d bloggers like this: